Conheça os filmes e as séries mais caros da Netflix

The Crown, Stranger Things e muito mais

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Netflix definitivamente não economiza em seus projetos originais! A plataforma investe bilhões de dólares por ano em filmes e séries, oferecendo ao público tramas bem produzidas e repletas de cenários magníficos, figurinos extravagantes, atores aclamados e grandes efeitos especiais.

Mas afinal de contas, quais são os filmes e séries mais caros da Netflix? Em quais projetos da plataforma investiu mais recursos? E será que esse investimento deu frutos?

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O site TheTab listou as produções mais onerosas da Netflix, entre filmes, séries e reality shows.

Confira abaixo as produções campeãs!

The Gray Man

The Gray Man ainda nem estreou na Netflix, mas já se estabeleceu como um dos filmes mais caros da história da plataforma, com um orçamento – até o momento – de 200 milhões de dólares.

O thriller de espionagem seria lançado em 2021 na Netflix, mas a estreia foi adiada devido à pandemia de Covid-19. The Gray Man é produzido pelos Irmãos Russo – de Vingadores: Ultimato – e traz Ryan Gosling e Chris Evans como protagonistas. O longa deve estrear em 2022.

Marco Polo

Com um orçamento de 200 milhões de dólares por 20 episódios, Marco Polo também se tornou um dos maiores fracassos financeiros da Netflix. Com isso, cada episódio das duas temporadas do drama épico custou cerca de 10 milhões de dólares.

Marco Polo acompanhou as aventuras do explorador, aventureiro e viajante italiano na corte de Kublai Khan. Infelizmente, a produção não conseguiu a audiência adequada para o investimento, e acabou cancelada após duas temporadas.

Sense8

Lançada originalmente em 2015, Sense8 foi uma produção das irmãs Wachowski, responsáveis por sucessos como a franquia Matrix. Com 24 episódios, a série teve um orçamento total de R$ 216 milhões de dólares.

O grande investimento da série foi gasto principalmente com um impressionante elenco internacional e cenas gravadas em diversos países. Assim como Marco Polo, Sense8 não conquistou uma grande audiência e acabou cancelada após duas temporadas.

Stranger Things

O fato de Stranger Things ser um das séries mais caras da Netflix não é exatamente uma surpresa, já que a produção também é uma das mais assistidas da plataforma. Com três temporadas já lançadas, a série já contou com um orçamento de 300 milhões de dólares.

O montante vai aumentar ainda mais, já que a quarta temporada está sendo produzida atualmente. O alto investimento é gasto principalmente com os impressionantes efeitos especiais da produção, além dos salários de artistas como Winona Ryder.

Orange is the New Black

Também não é uma surpresa o fato de Orange is the New Black ter se estabelecido entre as produções mais caras da Netflix. Afinal de contas, a série durou 7 temporadas e exibiu 91 episódios, tudo com um orçamento total de 364 milhões de dólares.

Com isso, cada episódio de Orange is the New Black custou cerca de 4 milhões para ser produzido. O investimento deu certo: a série venceu algumas das premiações mais importantes da indústria do entretenimento e se tornou uma das mais famosas da plataforma.

House of Cards

House of Cards foi a primeira série dramática produzida exclusivamente pela Netflix – e a plataforma não economizou recursos para garantir o sucesso da produção. Com 73 episódios divididos em 6 temporadas, a série custou 365 milhões de dólares para ser produzida.

Como House of Cards não gastou muito com efeitos especiais, grande parte do orçamento ficou para o pagamento do salário milionário de Kevin Spacey – e posteriormente Robin Wright.

The Crown

Não tem para ninguém: The Crown é de longe a produção mais cara da história da Netflix. A série ultrapassou (e muito!) o orçamento de House of Cards, custando o impressionante valor de 520 milhões de dólares para a produção de 4 temporadas.

O investimento corresponde aos impressionantes cenários e figurinos exibidos em The Crown, além dos salários de grandes astros como Olivia Colman, Helena Bonham-Carter, Gillian Anderson e muito mais.

A quarta temporada da série, que introduziu ao público a Princesa Diana e Margaret Thatcher, teria custado 144 milhões de dólares – cerca de 14 milhões por episódio.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio