Os segredos da Netflix que vão deixar os fãs de queixo caído

Fatos incríveis sobre o serviço de streaming

Publicado em 1/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Netflix conquistou sem dúvida o posto de um dos maiores serviços de streaming, mas tudo isso foi conquistado com muito esforço e muito investimento, e a plataforma tem alguns segredos e curiosidades que vão surpreender à todos.

O serviço foi um dos pioneiros no nicho que hoje em dia é uma grande febre, ainda mais em tempos de pandemia, as plataformas de streaming estão se fortalecendo e trazendo lançamentos milionários.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Para você que é assinante e fã do serviço de streaming, nós separamos nessa lista, diversos segredos que vão deixar você que gosta da Netflix de queixo caído, é simplesmente surpreendente.

Confira a lista:

O primeiro nome

Inicialmente a Netflix teria outro nome, e ele era bem estranho, se chamaria Kibble. O cofundador e primeiro CEO da Netflix, Marc Randolph falou sobre isso em uma entrevista: “Em primeiro lugar, estava muito preocupado em criar um serviço que parecia bom, mas que ninguém iria querer usar”.

“Então, escolhi o nome Kibble para nos lembrar do velho ditado publicitário de que dizia: Não importa quão boa seja sua campanha publicitária de ração, os cachorros não comem a comida de cachorro”.

O primeiro site

Apesar da Netflix ter sido criada em 1997, o seu primeiro site só foi ao ar em 1998. Porém na época o serviço tinha uma função diferente, e ainda não era possível que os usuários assistissem filmes dos seus próprios computadores.

DVD por assinatura

À partir de 1999 a Netflix começou a oferecer um serviço de locação de DVDs, os usuários escolhiam os filmes que queriam ver no site, os recebiam em casa, e faziam a devolução através dos correios, em envelopes que eram fornecidos pela própria Netflix. Era um serviço ótimo, tanto para quem não tinha uma locadora perto de casa, quanto para quem queria mais facilidade.

Produções originais

É difícil imaginar a Netflix sem suas produções originais, mas a verdade é que elas só estrearam de fato no ano de 2013. As três primeiras séries produzidas pelo serviço de streaming foram House of Cards, Hemlock Grove e Orange Is the New Black.

Números impressionantes

Apesar de ter começado com suas produções originais à menos de uma década atrás, como citei acima, a Netflix aumentou de forma vertiginosa a sua produção, desde 2013 até 2021, o serviço de streaming acumula um total de 1500 produções originais, e com um investimento enorme, esse número continuará crescendo muito rápido.

Conquistando o mundo

Em 2016, a Netflix foi lançada internacionalmente no evento CES 2016, o anúncio foi feito durante uma palestra do cofundador e presidente-executivo da empresa Reed Hastings:

“Hoje você está testemunhando o nascimento de uma nova rede global de tv na Internet. Com este lançamento, consumidores em todo o mundo, de Cingapura a São Petersburgo, de São Francisco a São Paulo, poderão assistir a programas de tv e filmes simultaneamente, chega de espera”.

De graça

Não é mais novidade nenhuma que muitos tem a prática de compartilhar a senha, que apesar de não ser correta, ela é comum, e a Netflix vem tentando começar a combater isso. O que assusta é a porcentagem de pessoas que usam o serviço sem pagar. De acordo com a empresa de pesquisa MoffettNathanson, 41% dos usuários da Netflix não pagam nada.

O primeiro Oscar

Em 2017 a Netflix ganhou o seu primeiro Oscar, o prêmio foi de melhor documentário em curta metragem pelo filme Os Capacetes Brancos. De lá para cá inúmeros filmes foram premiados como: A história de um casamento, Roma, If Anything Happens I Love You, A Voz Suprema do Blues, entre outros.

Fazendo história no Emmy

Apenas um ano após ganhar o seu primeiro Oscar, a Netflix superou a HBO em número de indicações ao Emmy, o que é incrível pois o canal sempre dominou a premiação. Em 2020 a Netflix teve 53 indicações a mais que a HBO.

Mais popular que a tv à cabo

A popularidade e o número de assinantes da Netflix tem tomado proporções gigantescas, é evidente que a televisão sempre terá sua força, mas foi feito um levantamento nos Estados Unidos e as pessoas estão preferindo pagar por uma assinatura da Netflix do que por tv à cabo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio