O que a Netflix não te contou sobre He-Man

Personagem de Mestres do Universo: Salvando Eternia tem histórias que fãs nem imaginam

Publicado em 24/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

He-Man está de volta com Mestres do Universo: Salvando Eternia. Mas, a animação da Netflix não vai mostrar inúmeras curiosidades do personagem, que de fato nem cabem na produção.

Mesmo assim, He-Man tem uma história tão interessante nos bastidores, quanto na telinha. A Netflix não vai contar sobre a origem envolvendo Star Wars, uma a luta contra o Superman e até mesmo um vilão que nunca foi adaptado no desenho clássico de Mestres do Universo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Confira abaixo todas curiosidades que a Netflix não conta sobre o He-Man, que está em Mestres do Universo: Salvando Eternia.

Star Wars é responsável pela origem do He-Man

Em 1976, a Mattel recusou criar uma linha de colecionáveis de Star Wars. Anos depois, na década de 1980, a empresa se arrependeria amargamente, uma vez que a Kenner Toys dominou o mercado com a franquia de George Lucas.

Para não ficar atrás, a empresa encomendou uma linha de colecionáveis. Roger Sweet, designer da Mattel, criou o boneco com nome genérico He-Man, e a partir dele os outros personagens de Mestres do Universo. Com os bonecos, a mitologia do desenho começou a ser criada.

Mais de uma origem nas histórias

A criação como colecionável não dá uma origem exata para He-Man. Conforme a história, o personagem de Mestres do Universo pode ter um surgimento.

Inicialmente, a Mattel lançou quadrinhos para dar histórias aos brinquedos. Neles, He-Man era um bárbaro da tribo Eternia, com aventura ambientada em um mundo pós-apocalíptico.

Depois, na TV, He-Man ganhou a origem mais conhecida. Ele se tornou o Príncipe Adam, que ganha poderes mágicos para se tornar o famoso personagem e defender o reino de Eternia do vilão Esqueleto, que já existia também nos quadrinhos.

He-Man não usa violência

As redes sociais conhecem o meme da “lição” do He-Man. No desenho original, o herói raramente usava a violência ou machucava as pessoas para resolver as situações. Muitos capítulos traziam soluções diplomáticas.

Os produtores queriam que os pais acreditassem que He-Man e os Mestres do Universo ensinavam bons modos aos espectadores mirins. Assim, as crianças continuariam assistindo e comprando os brinquedos.

Símbolo comparado ao nazismo

No início, como visto acima, He-Man tinha uma cruz vermelha no peito como o símbolo dele. Porém, logo a escolha foi ligada ao nazismo. Exércitos alemães usavam o mesmo desenho para medalhas militares no século 19, mas depois, os nazistas adotaram o símbolo.

Como a cruz, Adolf Hitler também adotou a suástica. Dessa forma, os dois símbolos passaram a ter conotações extremamente negativas.

A partir do momento que isso foi notado em He-Man, o personagem começou a aparecer com um H no peito em algumas adaptações.

O vilão mais fedido de He-Man

Na série animada clássica, Stinkor, um inusitado vilão de He-Man, foi rejeitado. Nos quadrinhos, o personagem tinha como poder ser extremamente fedido e soltar um odor tóxico.

Os produtores da série clássica riram quando conheceram o personagem e não quiserem usá-lo. Em 2002, no reboot de Mestres do Universo, o personagem foi introduzido como um ladrão que sofre um acidente químico e se torna o Stinkor.

He-Man luta contra o Superman

Mestres do Universo costuma ter crossovers com os heróis da DC. Em DC Comics Presents #47, nos quadrinhos, Superman foi levado pela primeira vez para Eternia, logo virando um aliado do Príncipe Adam.

Porém, o Esqueleto começa a controlar o Superman e os dois lutam. No fim, conseguem tirar o controle mental e derrotar o vilão do He-Man.

Depois, em Injustice vs. Masters of the Universe, a DC levou vários heróis para Eternia para que o He-Man lutasse contra o Superman, que se torna um ditador da Terra. Se não fosse o Esqueleto, o herói de Mestres do Universo até poderia ter vencido na publicação de 2018.

He-Man teve o poder do Shazam

No crossover com a DC, o He-Man já teve o poder de Shazam. Na história, o Esqueleto levou a magia para tentar dominar o Eternia, mas no processo acabou se matando.

A força passou toda para o Príncipe Adam. Ao dizer Shazam, o herói se transformava em uma figura que misturava o Shazam da DC e o He-Man. Essa transformação acontece em Injustice vs. Masters of the Universe.

Mestres do Universo: Salvando Eternia tem a primeira parte disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio