A Jornada de Vivo tem coisas que só adultos notam

Filme da Netflix é capaz de conquistar públicos de todas as idades

Publicado em 6/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Contém spoilers

Tanto os adultos quanto as crianças vão adorar as cenas divertidas e os personagens e lugares incríveis de A Jornada de Vivo, mas há alguns detalhes que somente os mais velhos provavelmente vão perceber nessa nova animação da Netflix.

O filme de aventura animado está repleto de personagens adoráveis, paisagens vibrantes e, claro, muito coração.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aqui está uma olhada em algumas das coisas que os adultos podem notar em A Jornada de Vivo (via Looper).

Um viajante cauteloso

Uma coisa que descobrimos sobre Vivo imediatamente é que ele tem medo de viajar e por um bom motivo. A primeira vez que ele fez uma grande viagem, ele era um jupará bebê indefeso que foi acidentalmente sequestrado de sua casa na floresta tropical depois de cair em uma caixa de frutas.

Os telespectadores adultos não apenas notarão os paralelos entre as terríveis experiências de viagem de Vivo, mas também provavelmente darão atenção aos agentes de segurança e alfandegários que conseguiram deixar um mamífero vivo passar despercebido pela bagagem durante sua segunda jornada.

Uma péssima dona de animal de estimação

A sobrinha americana de Andrés, Gabi, fica extremamente entusiasmada com a perspectiva de levar Vivo de volta para sua casa na Flórida como um novo animal de estimação assim que o conhece.

Mas depois que Vivo é abruptamente levado para a casa dela, ele logo descobre o verdadeiro motivo pelo qual ela está tão ansiosa para ficar com ele. Não é só porque ela quer cuidar do amado companheiro de seu tio, mas Gabi é uma espécie de colecionadora de animais de estimação – com alguns resultados bastante alarmantes.

Muitos de seus animais de estimação anteriores morreram (seja de velhice ou por sua própria incompetência), o que deixa claro que ela era uma péssima dona.

Uma extensa liberdade

Os pais provavelmente também notarão que as três jovens do clube “Sand Dollars” parecem ter muita liberdade de seus próprios pais.

Uma coisa é elas hospedarem o estande de venda de biscoitos do clube sozinhas, mas é uma história totalmente diferente para essas meninas ter um barco de verdade à sua disposição para sair em busca de Gabi e Vivo sem nenhum adulto à vista.

Talvez a razão pela qual elas tenham tanta liberdade para fazer o que desejam é que elas são absolutamente destemidas quando se trata de confrontar adultos.

Uma tragédia silenciosa

Outro detalhe sutil que o público adulto de A Jornada de Vivo provavelmente perceberá é que Gabi e Rosa passaram por uma tragédia muito difícil e têm dificuldade de se entender por causa de sua perda. Quando conhecemos mãe e filha, Rosa revela que era seu falecido marido que era parente de Andrés.

Com o tempo, as dicas dão a entender que o pai de Gabi, Carlos, tinha tanta inclinação musical e liberdade quanto ela e que os dois eram muito próximos quando ele ainda estava vivo.

Um farol de amor próprio

Uma coisa que o público deve perceber em A Jornada de Vivo é o quão autoconfiante Gabi é. A garota conhece o amor próprio como ninguém.

Se seu penteado radical e personalidade única não eram evidências suficientes, ela também rejeita totalmente a ideia de mudar seu traje – ou suas prioridades – para se encaixar com as outras garotas do clube “Sand Dollars”.

No Brasil, A Jornada de Vivo está agora disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio