Mais do que você gosta.

Publicidade

Contém spoilers

Bridgerton: 2ª temporada tem várias referências escondidas; veja

Série da Netflix traz easter eggs de livros, filmes e muito mais

Publicado por Alexandre Guglielmelli

02/04/2022 19:00

Baseada nos livros de Julia Quinn, Bridgerton é uma das séries mais populares da Netflix. A 2ª temporada muda completamente o foco da trama, e traz reviravoltas impressionantes para as tramas de muitos personagens. Muitos fãs não perceberam, mas os novos episódios contam com vários easter eggs e referências escondidas.

“Oito irmãos inseparáveis buscam amor e felicidade na alta sociedade de Londres. Inspirada nos best-sellers de Julia Quinn”, afirma a sinopse oficial de Bridgerton na Netflix.

A 2ª temporada de Bridgerton adapta para a Netflix o livro “The Viscount Who Loved Me” – que foca principalmente no relacionamento entre Anthony, o primogênito dos Bridgerton, e Kate Sharma, interpretada por Simone Ashley.

O site Screen Rant listou as 7 referências escondidas mais interessantes da 2ª temporada de Bridgerton; veja abaixo e confira se você percebeu.

Orgulho e Preconceito em Bridgerton

Uma boa parte das referências da 2ª temporada de Bridgerton envolve os livros de Jane Austen, particularmente Orgulho e Preconceito. No livro, a protagonista Elizabeth Bennet escuta sem querer afirmações polêmicas do Sr. Darcy, o que a leva a criar uma certa antipatia pelo pretendente. Em Bridgerton, algo semelhante acontece na trama de Anthony e Kate. A contragosto, a personagem de Simone Ashley também ouve Anthony Bridgerton falando sobre as “qualidades de uma esposa perfeita”.

Referência no esgrima

A 2ª temporada de Bridgerton também reproduz uma cena da adaptação de Orgulho e Preconceito, produzida pela BBC. Na série da Netflix, Anthony tenta esquecer seus sentimentos por Kate em uma partida de esgrima. É a mesma atitude tomada pelo Sr. Darcy no livro de Jane Austen. A cena é quase perfeitamente reproduzida nos novos episódios de Bridgerton, embora conte com algumas diferenças em relação ao diálogo.

De mãos dadas

O medo da intimidade é uma das questões mais importantes no relacionamento de Anthony e Kate – já que todos os toques levam o casal à tentação. Essa tendência é simbolizada pelas cenas em que os personagens aparecem de mãos dadas. O simbolismo em questão também acontece na versão cinematográfica de Orgulho e Preconceito, lançada em 2005. De maneira interessante, a 2ª temporada de Bridgerton também aborda essa trama de forma diferente, com cumprimentos que se relacionam à cultura indiana de Kate.

A queda de Kate

No sétimo episódio da 2ª temporada de Bridgerton, Kate cai do cavalo e fica inconsciente por uma semana, após sofrer uma concussão. A trama é bastante semelhante a um arco adotado por Jane Austen no livro Persuasão. Entretanto, a história termina de maneira bem diferente. No livro, a lesão faz Wentworth descobrir que não se importa por Louisa – o contrário do que acontece com Anthony em Bridgerton.

Razão e Sensibilidade

Embora Orgulho e Preconceito seja a principal influência da 2ª temporada de Bridgerton, outros livros de Jane Austen também são referenciados na série. Um deles é Razão e Sensibilidade, que traz as irmãs Elinor e Marianne Dashwood como protagonistas. As personagens compartilham muitas semelhanças com as irmãs Kate e Edwina Sharma. Assim como Kate, Elinor tenta encontrar um casamento à altura para a irmã.

Minha Bela Dama

Além de referenciar o universo da literatura clássica, a 2ª temporada de Bridgerton surpreende ao apresentar influências do icônico filme Minha Bela Dama (My Fair Lady), lançado em 1964. No longa, Eliza Doolittle – a personagem de Audrey Hepburn – vive momentos de grande emoção em uma corrida de cavalos. Em Bridgerton, Kate Sharma tem uma experiência idêntica, ficando extremamente entusiasmada pela competição.

Easter egg da autora

Um dos easter eggs mais surpreendentes da 2ª temporada de Bridgerton envolve Julia Quinn, a autora da saga literária que inspira a série. Na lista analisada por Anthony, podem ser vistos os nomes “Lady Julia – uma romântica” e “Srta. Quinn – uma escritora excepcional. A referência serve como uma homenagem à escritora da saga Bridgerton.

As duas temporadas de Bridgerton estão disponíveis na Netflix.

Publicidade