Mais do que você gosta.

Publicidade

Elementos em comum

Coisas que acontecem em TODOS os filmes de O Senhor dos Anéis

Trilogia tem coisas que acontecem sempre nos filmes

Publicado por Redação

30/06/2022 09:22

A trilogia O Senhor dos Anéis traz três filmes bem distintos em tom, mas eles contam com diversos elementos em comum, além de acontecimentos que estão presentes nas três obras.

Alguns são fatos, ações tomadas pelos personagens, outros são mais ligados à forma como a história é contada, ou até mesmo como a narrativa é construída.

Continua depois da publicidade

Dito isso, veremos coisas que acontecem em todos os filmes de O Senhor dos Anéis. Veja a lista abaixo.

Muitas viagens

A Sociedade do Anel como um todo viaja distâncias absurdas nos três filmes de O Senhor dos Anéis, seja a pé, a cavalo, barco, ou águia.

O site especializado The One Ring estima que Frodo percorreu aproximadamente 2900 km da porta de casa até a Montanha da Perdição, em Mordor.

Isso sem falar os caminhos separados tomados por Aragorn, Gimli e Legolas. Ou até mesmo Gandalf, que sai do Condado para Minas Tirith e volta (ele pesquisa sobre o Um Anel lá) antes mesmo de Frodo deixar a terra dos Hobbits.

Altas emoções

Os três filmes de O Senhor dos Anéis são montanhas-russas de emoções. As narrativas partem de um ponto feliz, para um tenso, até ir para um triste, voltando para momentos de descontração.

Em A Sociedade do Anel, tudo começa de forma épica com o prólogo, segue para um momento feliz no Condado, depois tudo fica tenso conforme são perseguidos pelos nazgûl até Bree e posteriormente até o Topo do Vento. Valfenda traz um descanso, mas tudo recomeça novamente.

O mesmo acontece nos outros dois filmes da saga.

Música épica

A trilha sonora da trilogia O Senhor dos Anéis é, sem dúvidas, irretocável. Howard Shore criou três obras-primas, que conquistaram os prêmios Oscar de Melhor Trilha Sonora Original, além de três Grammy.

Cada um dos três álbuns ainda conta com um tema facilmente distinto para cada local ou grupo, como o tema do Condado, da Sociedade do Anel, de Rohan, ou Gondor, em O Retorno do Rei.

Frodo é tentado a colocar o Anel

Frodo é um dos personagens mais fortes de toda a trilogia, pela simples capacidade de resistir o Anel, algo que homens, anãos, elfos ou até magos não são capazes de fazer.

Vale lembrar que Gandalf se recusa a levar o item justamente pela chance de ser corrompido (e pelo poder que o Anel teria com ele), Boromir é rapidamente corrompido, Galadriel precisa ativamente resistir a vontade de tomar para si o anel e mais.

Independente disso, Frodo naturalmente acaba sendo tentado a colocar o Anel em diversos momentos nos três filmes.

Gandalf está por trás de tudo

Gandalf pode não ter interesse em liderar exatamente, mas ele está por trás de momentos-chave em toda a trilogia.

Ele é quem diz para Frodo sair do Condado, ele prepara o Conselho de Elrond, que forma a Sociedade do Anel, salva Théoden do controle de Saruman. Ele vai na frente para proteger Minas Tirith e está envolvido na decisão de atacar o portão de Mordor.

Tudo isso, ele faz por meio de pequenos conselhos e informação, orquestrando os principais eventos dos filmes.

Aragorn luta contra o próprio destino

Sabemos que Aragorn é o herdeiro de Isildur desde o primeiro filme, mas o personagem luta contra seu destino até o fim, aceitando-o somente em O Retorno do Rei.

Isso é uma grande mudança em relação aos livros de J.R.R. Tolkien, em que Aragorn está centrado no seu destino final.

Nazgûl

Eternamente em busca do um Anel, os nazgûl aparecem nos três filmes da saga. Primeiro a cavalo, depois em criaturas que parecem dragões (mas não são).

Acompanhando eles estão os gritos, feitos para aterrorizarem os inimigos. De fato, eles são derrotados apenas quando Sauron é destruído. São os inimigos mais constantes de toda a trilogia.

Gollum persegue Frodo

Gollum está atrás de Frodo desde os primórdios de A Sociedade do Anel. É ele quem revela a Sauron que o Anel está no Condado.

Em seguida, ele é visto em Moria, onde Gandalf alerta Frodo para não matá-lo. Depois disso, Frodo, Sam e Gollum começam a viajar juntos no começo de As Duas Torres.

Em O Retorno do Rei, eles conseguem despistar Gollum, apenas para ele encontrar Sam e Frodo novamente próximo à Montanha da Perdição.

Eucatástrofe

Eucatástrofe é um termo criado por J.R.R Tolkien, que descreve a mudança repentina e inesperada no fim de uma história. O protagonista é salvo da tragédia por circunstâncias inesperadas.

Vemos isso ao longo de toda a saga. Gandalf morre na batalha contra o Balrog, mas retorna como o Mago Branco, a batalha de Helm’s Deep termina em vitória de última hora, as águias aparecem para salvar Frodo e Sam e muito mais.

Sobre o autor

Publicidade