Mais do que você gosta.

Publicidade

Contém spoilers

Coisas que só adultos notam em Sonic: O Filme

Com James Marsden e Jim Carrey, longa faz sucesso na Netflix

Publicado por Alexandre Guglielmelli

16/05/2022 21:00

Lançado originalmente em 2020, Sonic: O Filme acaba de chegar ao catálogo brasileiro da Netflix. Sucesso de público e crítica, o longa não demorou a garantir posições de destaque no Top 10 de diversos países. A trama de Sonic: O Filme pode ser conferida tranquilamente por toda a família – mas alguns aspectos só são compreendidos por espectadores mais maduros.

“Sonic se une ao xerife de uma cidadezinha para impedir que o Dr. Robotnik roube seus superpoderes e domine o mundo”, afirma a sinopse oficial de Sonic: O Filme na Netflix.

Continua depois da publicidade

O longa tem o ator e comediante Ben Schwartz (Space Force) como a voz do ouriço azul. O elenco de Sonic: O Filme conta também com James Marsden (Encantada), Jim Carrey (Ace Ventura), Tika Sumpter (Um Ladrão com Estilo), Natasha Rothwell (Insecure) e Adam Pally (The Mindy Project).

O site Looper listou 7 coisas que só adultos notam em Sonic: O Filme – veja abaixo e confira se você percebeu.

Por que Rachel odeia Tom?

Na trama de Sonic: O Filme, Tom Wachowski é, sob todas as métricas, uma boa pessoa. O personagem de James Marsden se envolve nas maiores confusões junto de Sonic. Com o objetivo de salvar o ouriço, ele acaba expulso da polícia e se torna um fugitivo. Mas antes disso, ele já era odiado pela cunhada Rachel, vivida por Natasha Rothwell.

Sendo assim, fica a dúvida: por que Rachel odeia Tom? Antes da chegada de Sonic, a personagem não tinha qualquer motivo para detestar o cunhado. Mesmo assim, ela chega a sugerir que Maddie – a esposa de Tom, interpretada por Tika Sumpter – peça o divórcio. O ódio parece, no mínimo, injustificado.

Os planos do Dr. Robotnik

Um dos aspectos mais legais de Sonic: O Filme é a performance de Jim Carrey como o vilão Dr. Ivo “Eggman” Robotnik. O maior objetivo do antagonista é capturar Sonic e analisar os poderes e a super-velocidade no ouriço azul. Entretanto, o personagem aposta em uma estratégia bastante problemática, que não faz sentido com seu objetivo original.

Quando o Dr. Robotnik encontra Sonic pela primeira vez, ele literalmente “atira para matar”. Em diversos momentos do filme, ele afirma querer capturar o ouriço “vivo ou morto”. Mas para o cientista, não seria mais benéfico capturar Sonic vivo? Afinal de contas, experimentos criaturas vivas trazem conclusões bem maiores que autópsias de cadáveres.

A destruição causada por Sonic

Sonic: O Filme, como citamos acima, é um longa para a família inteira. Nos Estados Unidos e no Brasil, o filme garantiu a classificação “livre para todos os públicos”, o que comprova seu caráter familiar (e relativamente infantil). Porém, ninguém pode negar o fato do ouriço azul causar uma enorme onda de destruição em suas aventuras.

No início do filme, a velocidade de Sonic causa um blecaute energético que só é revolvido após a intervenção dos militares e de agentes do governo. A culpa, na verdade, é do Dr. Robotnik. Mas segundo o site Looper, Sonic poderia ter evitado o rastro de destruição se fosse mais cuidadoso. Os adultos que assistem a trama se perguntam: quem vai pagar por todos esses consertos?

Dr. Robotnik é inseguro

Em Sonic: O Filme, o Dr. Robotnik é o tipo de pessoa que sempre declara suas realizações – mesmo sem ninguém perguntar. O cientista é claramente um indivíduo realizado. Por isso, o governo pede sua ajuda para solucionar o blecaute. Em todas as suas cenas, o personagem faz de tudo para provar que é melhor (e mais inteligente) que os outros.

Embora seja levada ao pé da letra por espectadores mais jovens, a personalidade de Robotnik é encarada com um olhar diferente pela audiência mais madura. Adultos sabem que, na verdade, o Dr. Robotnik é um homem realmente inseguro, que teme ser ignorado e subestimado. É por isso que ele sempre fala de suas vitórias e realizações. Para ele, apenas elas importam.

Por que o governo contrata o Dr. Robotnik?

Uma das partes mais importantes da trama de Sonic: O Filme começa quando o ouriço – mesmo sem querer – causa um blecaute que deixa inúmeras pessoas sem luz. Sem saber o que fazer, o governo americano e os militares buscam a ajuda do Dr. Robotnik. Para os espectadores adultos, o momento não faz muito sentido. Afinal: por que agências governamentais aceitariam o auxílio de um cientista claramente insano?

Vale lembrar que Sonic: O Filme é, basicamente, um filme para crianças. Por isso, espectadores devem “suspender a descrença” e aceitar a realidade como ela é mostrada. Mesmo assim, o fato do Dr. Robotnik colaborar com o governo é, no mínimo, estranho. Felizmente, todas as cenas do personagem são ancoradas por uma divertida atuação de Jim Carrey.

O retorno de Tom

Durante os eventos de Sonic: O Filme, Tom é visto como um terrorista, um ajudante do responsável pelo blecaute. Mas no final do longa, após o Dr. Robotnik desaparecer magicamente, o personagem de James Marsden parece conseguir retornar à vida normal. Green Hills é claramente uma cidade pequena, o que tornaria a volta à normalidade quase impossível, principalmente após as aventuras de Tom.

Obviamente, Tom é inocentado de todas as acusações. Mesmo assim, as pessoas costumam associar conotações negativas a pessoas acusadas de crimes, mesmo quando a inocência destas é provada. Ou seja: Tom, provavelmente, não seria aceito de volta por sua comunidade. Outra questão importante envolve a profissão do personagem. Que tipo de policial de cidade pequena voltaria ao trabalho após se envolver em eventos tão catastróficos?

Um suborno inusitado

No final de Sonic: O Filme, o governo americano agradece Tom com um cartão-presente do restaurante Olive Garden. O momento é realmente divertido, mas o cartão é uma maneira terrível de se dizer ‘Obrigado por salvar o mundo’. Tom (e toda a família do personagem) deveria ter recebido uma recompensa bem maior, tanto pelo trauma psicológico quanto pela destruição causada por Sonic e o Dr. Robotnik.

Olive Garden, para quem não sabe, é um famoso restaurante italiano que faz muito sucesso nos Estados Unidos. Mas ele não é um “restaurante cinco estrelas” ou um estabelecimento de luxo. Ele só é famoso por misturar elementos de fast-food com uma ambientação familiar. Com milhões de dólares à disposição, o governo poderia ter investido em uma recompensa mais expressiva.

Sonic: O Filme está disponível no catálogo brasileiro da Netflix.

Sobre o autor

Alexandre Guglielmelli

Alexandre Guglielmelli

Formado pela PUC Minas, sou especialista em filmes de terror, reality shows e cultura pop. Nas horas vagas, gosto de escrever e oferecer indicações de filmes e séries para os amigos.

Publicidade