Mais do que você gosta.

Publicidade

Sinistros

Os 7 Pokémon tipo fada mais feios de todos

Nem todos os monstrinhos são fofos

Publicado por Guilherme Coral

06/08/2022 18:30

Com mais de 900 monstrinhos introduzidos ao longo das gerações de games de Pokémon, já vimos as mais diversas criaturas, conforme novos tipos foram acrescentados à franquia.

Enquanto muitos ainda demonstram amor (ou nostalgia) pelos 150/151 originais, as novas adições conquistaram os corações de incontáveis fãs. Dito isso, ainda há aqueles que são puramente horríveis em aparência.

Continua depois da publicidade

Dito isso, o ScreenRant separou uma lista com os Pokémon tipo fada mais feios de todos e, de fato, há alguns verdadeiramente tenebrosos.

Confira, abaixo.

Granbull

Como muitos outros Pokémon antes da Geração VI, Granbull e sua pré-evolução, Snubull, eram puros do tipo Normal. A chegada de Fada mudou as coisas, melhorando-as competitivamente e dando-lhes uma vantagem.

No entanto, o tipo Fada não deixou Granbull mais fofo. Esta criatura parecida com um cachorro ainda é tão feia quanto quando estreou na Geração II.

Mimikyu

Graças ao sempre bem-vindo tipo fantasma, Mimikyu é um dos melhores Pokémon Fairy de tipo duplo.

Sua tradição também é fascinante, com ele agindo manso e tímido e escondendo sua verdadeira forma – dito ser capaz de causar doença e morte a quem o olha. Ele se esconde sob uma fantasia de Pikachu para fazer amigos, mas seu disfarce faz com que pareça mais assustador.

Mr. Mime

No início, o Mr. Mime era um puro tipo psíquico antes de receber o tipo secundário Fada na Geração VI. O Pokémon de aparência curiosa tornou-se um pouco popular por causa de seu papel no anime, onde atuou como ajudante e companheiro leal de Delia Ketchum.

Pokémon humanóides nunca são um sucesso entre os fãs, então o Mr. Mime já tinha isso trabalhando contra ele.

No entanto, sua expressão confusa e membros excessivamente magros tornam ainda mais assustador. O filme do Detetive Pikachu também danificou consideravelmente a imagem do mímico, retratando-o com um rosto que parecia excessivamente humano.

Galarian Weezing

Weezing foi um dos Pokémon mais poderosos da Equipe Rocket e um ícone da Geração I. O subestimado tipo Veneno voltou à proeminência na Geração VIII depois de receber uma variante regional que lhe deu o tipo Fada secundário, tornando-o uma das ameaças mais inesperadas da história.

Infelizmente, apesar de receber o tipo Fada, Weezing permaneceu tão feio como sempre. O bigode e as chaminés parecidas com cartolas o tornam peculiar, mas não o tornam bonito.

Grimmsnarl

Dark e Fada é uma combinação inspirada e, embora tenha demorado três gerações para chegar, valeu a espera. Grimmsnarl é um ótimo Pokémon no campo de batalha, com estatísticas fortes, duas imunidades e duas resistências graças aos seus tipos. Além disso, sua capacidade de Gigantamax o torna ainda mais valioso.

Por causa de seu tipo Dark, Grimmsnarl também é extremamente feio. Construído como um fisiculturista com um rosto que parece saído de um conto de fadas gótico, essa criatura parecida com um diabrete assustará qualquer treinador em uma floresta escura.

Aromatisse

Aromatisse é um dos primeiros Pokémon Fadas introduzidos após a chegada do tipo na Geração VI.

Ele é inspirado nos médicos da peste, explicando seu bico e rosto em forma de máscara. Embora não seja exatamente humanoide, Aromatisse é uma mistura bizarra de uma criatura semelhante a um animal com características distintamente humanas, resultando em um Pokémon estranho que não é exatamente agradável aos olhos.

Enamorus

Enamorus chegou na Geração VIII. Pokémon humanóides já eram imensamente impopulares entre os fãs, e Enamorus não melhorou isso.

Como um Pokémon Lendário, Enamorus tem estatísticas fortes e golpes decentes, fazendo valer o tempo do treinador.

No entanto, Enamorus é possivelmente o tipo fada mais feio e um forte candidato ao Pokémon mais feio da franquia. Sua estrutura excessivamente desengonçada faz com que pareça estranho, e sua expressão perpetuamente irritada piora as coisas.

Sobre o autor

Guilherme Coral

Guilherme Coral

Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes e séries, ao curso de Cinema e Audiovisual e atualmente me aventuro pela faculdade de Jornalismo.

Publicidade