Mais do que você gosta.

Publicidade

Polêmica

Os conselhos de Cobra Kai que todos os fãs deveriam ignorar

Série de Karatê Kid traz situações na Netflix que não deveriam ser reproduzidas na vida real

Publicado por Bruno Tomé

25/01/2022 19:15

Cobra Kai diverte e emociona os espectadores com a continuação da história de Karatê Kid na Netflix. Mas, o seriado tem pelo menos 10 conselhos que os fãs devem ignorar.

Como uma boa ficção, há situações que só funcionam e se resolvem no universo de Cobra Kai. Os personagens, inclusive, têm algumas atitudes polêmicas, que não ganham tanta preocupação como aconteceria na vida real.

Continua depois da publicidade

Nem mesmo Daniel LaRusso, considerado o cidadão perfeito, escapa desses conselhos desastrosos na Netflix. Confira abaixo as situações que os fãs devem ignorar em Cobra Kai e que com certeza não devem ser colocadas na vida real.

Comandar um pequeno negócio não é fácil

Johnny Lawrence reabre o Cobra Kai e faz parecer fácil ter um pequeno negócio. O sensei atrasa pagamentos, às vezes não tem boas regras, mas segue vivendo tranquilamente. Com o Presas de Águia, que vai para espaços públicos, o mesmo acontece e o personagem de Karatê Kid segue com o mesmo estilo de vida. Outro ponto que deve ser analisado é que Los Angeles não é um lugar barato para se viver.

Dirigir embriagado não é correto

Cobra Kai tem uma tendência bem complicada com álcool e direção. Primeiro, Sam e as amigas bebem e saem para dirigir. Depois, Johnny Lawrence é visto fazendo o mesmo. Na vida real, bem diferente do seriado da Netflix, o mais provável é que o pior aconteça. Por isso, nunca dirija embriagado.

Nem todo mundo consegue redenção

As pessoas têm traumas e muitas vezes não escolhem o melhor caminho, até mesmo ferindo os outros. A vida real é dura e nem todo mundo consegue redenção, por falta de oportunidade ou por falta de atitude. Cobra Kai faz parecer que todo mundo pode ter esse caminho, por pior que a pessoa seja. Os casos polêmicos aqui são os de John Kreese e Terry Silver.

Situações perigosas constroem uma pessoa

Johnny Lawrence é um personagem favorito pelo grande coração e o ensinamento para que as crianças tenham atitude. Porém, em muitas ocasiões, o sensei é simplesmente inconsequente. O personagem de Cobra Kai toma decisões terríveis e sem sentido, como se isso construísse o lado durão dele. Porém, no fim, são apenas escolhas bem questionáveis que destruiriam qualquer um na vida real. Por isso, fique longe de situações perigosas.

Nem tudo era melhor nos anos 1980

Por continuar a história de Karatê Kid, Cobra Kai traz uma grande nostalgia dos anos 1980. A série da Netflix dá a entender que tudo, das experiências da juventude até as músicas, era melhor que os dias atuais. A própria produção reforça uma visão de que a tecnologia e a sociedade moderna deixaram as crianças mais frágeis. Não há nada errado com nostalgia, mas nem tudo nos anos 1980 era melhor, bem como há muito a se discutir sobre o desenvolvimento de cada geração.

A adolescência não define a vida de alguém

Cobra Kai segue uma linha de que a juventude pode definir toda vida de alguém. A estratégia é usada para retomar a história de Karatê Kid na Netflix, com Johnny Lawrence e Daniel LaRusso. Aos espectadores mais jovens, não é exatamente assim que as coisas funcionam. A adolescência é muito importante na vida de todos, servindo como anos de formação – mas, todo mundo pode seguir um caminho diferente em relação à juventude. Nem sempre o passado precisa ficar se repetindo.

A ciência não deve ser ignorada

Quando Miguel sofre a grave lesão após a briga da escola, Johnny Lawrence decide que vai recuperar o jovem de qualquer jeito. A trama é muito emocionante, principalmente quando o protagonista de Cobra Kai parece fazer o aprendiz dele usar toda capacidade mental e força de vontade. Mas, na vida real a ciência não deve ser ignorada. Os fatos devem ser considerados antes de qualquer instinto.

Adultos também podem fazer terapia

Em Cobra Kai, Johnny Lawrence tem um claro problema com bebidas alcóolicas, quase sempre consumidas quando o sensei se depara com traumas. A série da Netflix ignora que a terapia existe e poderia ajudar bastante o protagonista, além de outros personagens do seriado de Karatê Kid, como o próprio Daniel LaRusso.

As coisas podem ficar complicadas se a lei for quebrada

Na série da Netflix, há uma controvérsia. Por um lado, personagens como Robby terminam na cadeia. Mas, por outro, há estudantes como o Tory e o Falcão que também tomam atitudes terríveis, mas nada acontece com eles. Na invasão da casa dos LaRusso, a série deixa claro que a família não quis chamar a polícia. Mas, as autoridades poderiam ser envolvidas em mais situações. Na vida real, possivelmente todos os momentos terminariam com as autoridades.

Nem todas opiniões são válidas

Karatê Kid e Cobra Kai tentam buscar um balanceamento de histórias e opiniões, como os estilos de luta. O tema de aceitar um pensamento diferente é muito bonito em várias situações. Mas, é bom lembrar que nem todas são válidas: visões e filosofias que são preconceituosas ou machucam alguém são criminosas. Por isso, esse ensinamento do seriado da Netflix deve ser encarado com cuidado.

Cobra Kai está com quatro temporadas na Netflix.

Publicidade