Mais do que você gosta.

Publicidade

Polêmicos

Os momentos de Big Bang Theory que não pegariam bem hoje em dia

Nerds da série seriam cancelados por piadas sexistas, homofóbicas e muito mais

Publicado por Redação

18/06/2022 18:30

Por muitos anos, The Big Bang Theory se estabeleceu como uma das séries mais populares do mundo – tanto em relação ao público quanto à crítica especializada. Desde a exibição das primeiras temporadas da série, muita coisa mudou na sociedade. Por isso, certos momentos da produção não envelheceram bem – e pegariam mal hoje em dia.

A série foi exibida originalmente entre 2007 e 2019, com 279 episódios divididos em 12 temporadas. Produção de Chuck Lorre e Bill Prady, ela também se destacou nas premiações mais importantes da indústria do entretenimento.

Continua depois da publicidade

Durante as 12 temporadas de The Big Bang Theory, os protagonistas contaram com ótimos arcos de desenvolvimento emocional – mas não conseguiram superar alguns defeitos.

O site Looper listou 10 momentos de The Big Bang Theory que não pegariam bem hoje em dia; veja abaixo.

Sheldon deveria ter sido demitido

O comportamento de Sheldon, em inúmeras ocasiões, não é nada profissional. Essa tendência aparece principalmente nas primeiras temporadas da série, nas quais o protagonista de Jim Parsons é caracterizado como um nerd arrogante e cheio de opiniões problemáticas. Em seu trabalho no laboratório, o personagem faz diversos comentários sexistas e até mesmo racistas – como no episódio “The Egg Salad Equivalence”.

Grandes mudanças nos nerds

Na época da exibição original de The Big Bang Theory, um dos principais aspectos cômicos da série era o fato dos personagens serem nerds completos, considerados ‘perdedores’ por uma boa parte da sociedade. Mas desde então, “nerd” deixou de ser um termo negativo. Hoje em dia, ser nerd é legal. Os principais interesses dos protagonistas – como games, Star Wars e quadrinhos – fazem sucesso com todo o público.

Estereótipos de gênero

Ainda nas primeiras temporadas de The Big Bang Theory, a trama da série é repleta de estereótipos de gênero. As “coisas de nerd” são voltadas exclusivamente para o público masculino, o que está longe de ser verdade na vida real. A situação muda com a chegada de Amy, que prova que as mulheres também podem ser tão desajustadas como os homens nerds. Além disso, o tratamento de Penny no início da série é bastante sexista.

Vai ou não vai?

Um dos temas mais importantes de The Big Bang Theory é a relação de Leonard e Penny. Nas primeiras temporadas da série, fãs do mundo inteiro criaram grandes expectativas para a união do casal. Entretanto, desde a exibição original da série, tramas com essa dinâmica passaram a ser consideradas clichês. Inúmeras séries contaram com casais do tipo, e por isso, a trama não seria vista com bons olhos na atualidade.

A mãe de Howard

Embora nunca tenha aparecido, a mãe de Howard era presença constante em The Big Bang Theory. Segundo o site Looper, as piadas sobre a personagem não fariam sucesso hoje em dia. Afinal de contas, em sua maioria, elas são consideradas “gordofóbicas”. Muita gente, inclusive, pode considerar as piadas como um ato contínuo de bullying. As cenas em questão representam exemplos importantes do humor da época, que não se reproduz em 2022.

Referências à cultura pop

Embora The Big Bang Theory aborde em sua trama produtos culturais inesquecíveis – como Game of Thrones, Star Wars, Marvel e DC – certas referências à cultura pop já são consideradas antiquadas. Nas primeiras temporadas da série, por exemplo, os personagens citam produções como Caprica, Alphas e Battlestar Galactica, pouco conhecidas pela audiência atual. Nesse caso, a culpa não é da série, mas sim da rápida progressão da indústria cultural.

Homofobia

Hoje em dia, muitas piadas de The Big Bang Theory são consideradas homofóbicas. O relacionamento de Howard e Raj, por exemplo, ganha contornos homoafetivos que são apresentados ao público como momentos cômicos – algo que não deveria acontecer. Além disso, a série utiliza termos retrógrados para se referir a pessoas trans, o que seria considerado transfóbico pela audiência atual.

O comportamento de Howard

Antes de conhecer Bernadette, Howard era conhecido por suas piadas machistas e por sexualizar praticamente todas as mulheres que conhecia. Hoje em dia, esse comportamento é considerado sexista, e em alguns casos, abusivo. Em um episódio da série, por exemplo, Sheldon afirma que Howard procurou cenas de nudez de Penny na internet. Atualmente, Howard seria “cancelado” por seu comportamento problemático.

The Big Bang Theory em 3D

No episódio “The Speckerman Recurrence”, um velho conhecido de Leonard retorna com uma tecnologia que, supostamente, transformaria qualquer filme 2D em 3D. Hoje em dia, a trama seria considerada extremamente antiquada. Afinal de contas, filmes em 3D não passaram de uma moda criada pelo sucesso de produções como Avatar. Essa é uma das muitas referências datadas da trama de The Big Bang Theory.

Tecnologia ultrapassada

Nos últimos anos, inúmeros avanços tecnológicos modificaram aspectos extremamente importantes da sociedade. Por isso, a tecnologia que é apresentada como “moderna” em The Big Bang Theory, hoje em dia, aparece completamente datada. Em um episódio exibido em 2013, por exemplo, Howard gasta um bom dinheiro com uma impressora 3D. Atualmente, essas impressoras já são tradicionais, e não custam tão caro.

Todas as temporadas de The Big Bang Theory estão disponíveis no HBO Max.

Sobre o autor

Publicidade