Star Wars 7 | J.J. Abrams comenta a cena mais chocante do filme

Publicidade

Atenção para spoilers do filme!

Em recente exibição de Star Wars: O Despertar da Força, J.J. Abrams justificou a realização de uma das cenas mais chocantes do filme.

O diretor explicou (via ​Games Radar​) por que Han Solo (Harrison Ford) precisou ser morto pelo filho Kylo Ren (Adam Driver): Star Wars teve o maior vilão da história do cinema. Então, como você trazer um novo vilão para este mundo é uma coisa muito complicada. Nós sabíamos que precisávamos fazer algo corajoso para caralh*. E a única chance de Kylo Ren ter qualquer esperança em ser um sucessor digno [de Darth Vader] é matar um dos nossos personagens mais queridos”.

Continua depois da publicidade

“Isso foi um enorme sacrifício”, continuou. “Como nós podemos ter feito isso!? Mas, se não tivéssemos [matado Han Solo], o filme teria sido covarde. Foi um risco que tomamos”, concluiu.

Star Wars: O Despertar da Força arrecadou mais US$ 38 milhões nesta quarta-feira (23) e conseguiu ultrapassar a marca dos US$ 750 milhões de bilheteria mundial.

Com isso, Star Wars: O Despertar da Força caminha para se tornar o maior filme de todos os tempos. Segundo o analista Paul Dergarabedian, da empresa Rentrak, o filme tem tudo para superar Avatar e se tornar a maior bilheteria da história do cinema nas próxima semanas – leia mais.

Vaticano critica o vilão de Star Wars 7

Além de quebrar recordes de bilheteria, Star Wars: O Despertar da Força também dominou as redes sociais este ano com 280 milhões de interações, se tornando o filme número 1 de 2015 nas plataformas digitais.

Star Wars 7 superou em quase 100 milhões de interações o segundo colocado, Vingadores: Era de Ultron, que teve 189 milhões de compartilhamentos/comentários.

Confira a nossa crítica do filme, sem spoilers!

Dirigido por J.J. Abrams, Star Wars 7 chegou ao Brasil em 17 de dezembro, marcando o início de uma nova trilogia.

Tudo sobre Star Wars: O Despertar da Força

Publicidade
© 2021 Observatório do Cinema | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade