Cannes | Diretor de Drive insulta Lars Von Trier em entrevista

Publicidade

Nicolas Winding Refn, o polêmico diretor de Drive, aportou no Festival de Cannes esse ano com seu novo filme, o terror The Neon Demon, estrelado por Elle Fanning. O filme, que foi vaiado e insultado pela crítica na primeira sessão, rendeu uma coletiva de imprensa movimentada, e Refn não poupou declarações polêmica sobre o colega Lars Von Trier.

The Neon Demon | Elle Fanning banhada de sangue em trailer e pôster do terror

Trier, ele mesmo um polemizador de carteirinha, dirigiu filmes como Dogville (2003), Melancolia (2011) e Ninfomaníaca (2013). É também conterrâneo de Refn, visto que ambos nasceram na Dinamarca. Além disso, o pai de Refn é um editor que trabalha frequentemente com Trier, então parece que a rivalidade entre os dois é mais pessoal do que profissional.

Continua depois da publicidade

“Lars é completamente doido”, disse Refn quando perguntado sobre o cineasta. “Ele usou muitas drogas. A última vez que eu o vi, ele tentou dormir com a minha esposa. Agora ele encontrou alguma outra vagabunda, eu espero”. Trier é publicamente um alcoólatra em recuperação.

Defendendo seu filme, Refn disse que se trata de uma obra “para penetrar sua mente e te fazer absorver o que quer que você ache que o filme é”. Segundo o diretor, as vaias são como uma “estampa de honra” para a atitude provocativa do seu filme.

Publicidade
© 2021 Observatório do Cinema | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade