50 Tons Mais Escuros | “Foi tanto sexo que nem me lembro se fiquei nu”, diz Jamie Dornan

Publicidade

Quer saber se Jamie Dornan ficou completamente nu em 50 Tons Mais Escuros, a continuação de 50 Tons de Cinza? Pois vai ter que esperar a estreia do filme, porque nem o próprio ator lembra se a cena de nudez completa aconteceu.

“Foi tanta cena de sexo que eu honestamente não me lembro se fiquei nu. Faz duas semanas que terminamos, minha memória é terrível”, riu o ator em entrevista à Vanity Fair. “Eu acho que injusto e entendo porque as mulheres teriam um problema com o fato de que elas estão mais expostas nesses filmes que nós. Há um gosto mais ativo pela nudez feminina, e isso não é justo, e pode ser gratuito muitas vezes”.

Dakota Johnson e Jamie Dornan aos beijos no último dia de filmagens

Continua depois da publicidade

Dakota Johnson faz topless em gravação de sequência de 50 Tons de Cinza

50 Tons Mais Escuros chega aos cinemas em 10 de fevereiro de 2017. A conclusão da trilogia, 50 Tons de Liberdade, será lançada em 2018.

Atriz diz que sequência tem mais romance que 50 Tons de Cinza

50 Tons de Cinza | Saiba tudo o que já descobrimos sobre as sequências

Dakota Johnson e Jamie Dornan filmam cenas de sexo por mais de 7 horas

Dakota Johnson e Jamie Dornan retornam como os protagonistas Anastasia Steele e Christian Grey, ao lado de Kim Basinger, escalada para viver Elena Lincoln, responsável por introduzir o bilionário ao mundo do sadomasoquismo; Bella Heathcote (Sombras da Noite, Orgulho e Preconceito e Zumbis) como Leila, outra ex de Christian Grey; Robinne Lee (Hitch – Conselheiro Amoroso), uma executiva da empresa de Grey; Hugh Dancy como o Dr. Flynn, psiquiatra de Christian Grey; e Fay Masterson (The Last Ship) como Gail Jones. Luke Grimes, Eloise Mumford e Max Martini reprisam seus papéis coadjuvantes.

O roteiro foi escrito por Niall Leonard, marido da autora E.L. James. As duas sequências de 50 Tons de Cinza serão rodadas consecutivamente pelo diretor James Foley (House of Cards). Ele substituirá Sam Taylor-Johnson, diretora do longa original.

Publicidade
© 2021 Observatório do Cinema | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade