Que Horas Ela Volta? vence o 15º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Publicidade

A 15ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro aconteceu na noite desta terça-feira (4) no Rio de Janeiro e consagrou Que Horas Ela Volta? como o grande vencedor.

O longa de Anna Muylert levou 7 troféus, entre eles o de Melhor Filme, direção e atriz (para Regina Casé). Chatô – O Rei do Brasil conquistou cinco prêmios, incluindo Melhor ator (para Marco Ricca) e roteiro adaptado.

O evento ainda homenageou o cineasta Daniel Filho, que conta com 108 filmes no currículo.

Continua depois da publicidade

Confira a lista completa dos vencedores:

Melhor filme de ficção

Que horas ela volta?”, de Anna Muylaert

Melhor filme de comédia

“Infância”, de Domingos Oliveira

Melhor documentário

“Chico – Artista brasileiro”, de Miguel Faria Jr

Melhor animação

“Até que a Sbórnia nos separe”, de Otto Guerra

Melhor direção

Anna Muylaert (“Que horas ela volta?”)

Melhor atriz

Regina Casé (“Que horas ela volta?”)

Melhor ator

Marco Ricca (“Chatô – O rei do Brasil”)

Melhor atriz coadjuvante

Camila Márdila (“Que horas ela volta?”)

Melhor ator coadjuvante

Chico Anysio (“A hora e a vez de Augusto Matraga”)

Melhor direção de fotografia (empate)

Adrian Teijido (“Órfãos do Eldorado”)
Mauro Pinheiro Jr (“Sangue azul”)

Melhor roteiro original

Que horas ela volta?”

Melhor roteiro adaptado

“Chatô – O rei do Brasil”

Melhor direção de arte

“Chatô – O rei do Brasil”

Melhor figurino

“Chatô – O rei do Brasil”

Melhor maquiagem

“Chatô – O rei do Brasil”

Melhores efeitos visuais

“A estrada 47”

Melhor montagem de filme

Que horas ela volta?”

Melhor montagem de documentário

“Chico – Artista brasileiro”

Melhor som

“Chico – Artista brasileiro”

Melhor trilha sonora original

“A história da eternidade”

Melhor trilha sonora

“Chico – Artista brasileiro”

Melhor filme estrangeiro

“O sal da terra”

Melhor curta-metragem de animação

“Égun”, de Helder Quiroga

Melhor curta-metragem de documentário

“Uma família ilustre”

Melhor curta-metragem de ficção

“Rapsódia de um homem negro”

Publicidade
© 2021 Observatório do Cinema | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade