Bertolucci nega que cena de estupro de O Último Tango em Paris não tenha sido consensual

Publicidade

Bernardo Bertolucci soltou uma declaração oficial à imprensa nesta segunda-feira (05) respondendo à controvérsia em torno de uma entrevista sua em 2013 onde aparentemente admitia que a atriz Maria Schneider não tinha sido informada da cena violenta de estupro em O Último Tango em Paris antes do dia das filmagens.

“Eu gostaria, pela última vez, de esclarecer um mal-entendido ridículo que continua gerando polêmica em torno de O Último Tango em Paris. Muitos anos atrás, me perguntaram em entrevista sobre a famosa cena da manteiga”, escreve o diretor em sua declaração.

“Eu contei, talvez não de forma clara o bastante, que decidi junto com Marlon não dizer à Maria Schneider que iríamos usar manteiga na cena. Queríamos a reação espontânea dela a esse uso impróprio do alimento. Está aí o centro do mal-entendido. As pessoas acham que Maria não sabia que haveria violência ou que a cena seria de estupro. Isso é falso!”, diz ainda.

Continua depois da publicidade

“Maria sabia de tudo porque estava no roteiro, e ela havia lido o roteiro. A única novidade na cena era o uso da manteiga”, concluiu.

Na época das filmagens, Marlon Brando tinha 48 anos, enquanto Schneider tinha apenas 19. A atriz não filmou outra cena de nudez em sua carreira toda, que seguiu até 2008, três anos antes de sua morte por complicações de câncer.

Cena de estupro de Game of Thrones inspirou atriz a ajudar vítimas de violência sexual

Publicidade
© 2021 Observatório do Cinema | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade