Círculo de Fogo: A Revolta | Guillermo Del Toro conta por que não dirigiu sequência

Publicidade

O diretor Guillermo Del Toro contou em entrevista ao KCRW (via Heroic Hollywood) o motivo de ter se afastado da continuação Círculo de Fogo: A Revolta, que segue seu filme homônimo de 2013.

“Eu preparei minha versão de Círculo de Fogo 2 – ou seja, eu desenvolvi o roteiro, fez o storyboard, desenhei as criaturas e os robôs. Depois disso tudo, o estúdio me disse que tínhamos que esperar seis meses para filmar, o que era impossível para minha agenda, então ajudei eles a escolherem um novo diretor”, contou.

“O atraso de seis meses era por causa dos estúdios Pinewood, que foram reservados por outra produção – eu acho que era xXx: Reativado, com Vin Diesel”, esclareceu ainda.

Continua depois da publicidade

Círculo de Fogo: A Revolta ganha novo trailer internacional, com cenas de ação inéditas

John Boyega (Star Wars) estrela como o rebelde Jake Pentecost, um piloto de Jaeger que já foi promissor, e cujo lendário pai deu sua vida para assegurar a vitória da humanidade contra os monstruosos Kaiju. Jake desde então abandonou seu treinamento, apenas para se envolver no submundo do crime. Mas quando uma ameaça ainda mais impossível aparece para destruir nossas cidades e levar o mundo aos joelhos, é dada a ele uma última chance para honrar o legado de seu pai, com a ajuda de sua irmã Mako Mori (Rinko Kikuchi), que lidera uma corajosa nova geração de pilotos que cresceram sob a sombra da guerra. Eles procuram justiça pelos que se foram, e sua única esperança é se unir em uma revolta global contra as forças de extinção”, detalha a sinopse.

Círculo de Fogo: A Revolta foi escrito por Derek Connolly (Jurassic World). A direção está a cargo de Steven S. DeKnight (Demolidor).

Círculo de Fogo: A Revolta será lançado aos cinemas 22 de março de 2018.

Publicidade
© 2021 Observatório do Cinema | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade