Batman ganha nova origem ainda mais sombria nos quadrinhos; saiba mais

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

ATENÇÃO PARA SPOILERS A SEGUIR

Batman #12, nova revista do Homem Morcego lançada pela DC nesta quarta-feira (07), reformulou de forma sutil a origem do herói – na interpretação do roteirista Tom King, o motivo pelo qual Bruce Wayne decidiu assumir o manto do Batman é ainda mais sombrio.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O elemento fundamental da morte dos pais do jovem Bruce não foi mudado, mas King usou a narração de uma carta escrita por Selina Kyle (a Mulher-Gato) para o Batman como oportunidade de contar um capítulo “esquecido” dessa história.

Filme solo com Ben Affleck pode sair em março de 2018

Na narração, é revelado que Bruce, em seu desespero após a morte dos pais, chegou a pensar em suicídio – ao perceber que várias pessoas em Gotham estavam sofrendo exatamente como ele, no entanto, o jovem Wayne deixou a navalha com a qual planejava cortar os pulsos de lado, e se comprometeu com a vida de vigilante.

A carta deixa claro que Bruce escolheu ser o Batman porque sabia que esse caminho iria levá-lo a morte eventualmente, e desejava que essa morte fosse, pelo menos, produtiva. “Eu sou o suicídio”, define ele.

Veja algumas páginas abaixo:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio