A nova história em quadrinhos de Star Wars, produzida pela Marvel, faz uma revelação curiosa e importante aos fãs da saga. Luke Skywalker não nomeou o esquadrão de combate da Aliança Rebelde como Esquadrão Rogue por acaso.

Na edição 52 das histórias, que expandem o universo das telonas, é mostrado que Luke nomeou o esquadrão pensando em homenagear o grupo de Rogue One, liderado por Jyn Erso. Como é visto na missão desse grupo, que ganhou o filme Rogue One: Uma História Star Wars (2016), todos morreram para manter viva a luta contra o plano de Darth Vader.

Em Rogue One, Cassian Andor, Baze Malbus, Chirrut Îmwe, Bodhi Rook e K-2SO são liderados por Erso para roubar o mapa da Estrela da Morte. É com esse espírito, sem nada a perder, que Luke batiza o seu esquadrão de combate e vai para batalha contra o Império.


Han Solo é eleito o melhor personagem da saga Star Wars por revista britânica

A decisão de Luke, como pode ser visto na nova edição dos quadrinhos, se dá realmente em meio a uma batalha. O jedi luta ao lado de veteranos para proteger as grandes naves da Aliança Rebelde.

Enquanto isso, nos cinemas, J.J. Abrams já está trabalhando em Star Wars: Episódio 9, que começou suas filmagens nesta semana. A estreia do filme está marcada para 19 de dezembro de 2019.