Com o retorno da série Uncanny X-Men nos EUA, os fãs podem esperar um início explosivo.

Em entrevista ao site oficial da Marvel, o escritor Matthew Rosenberg prometeu um evento trágico para dar o pontapé na história.

“Estamos fazendo Uncanny o maior possível. Estamos abordando-o como se fosse a última história dos X-Men, então os riscos são grandes. Estamos todos preparados, com destino do mundo e coisas do gênero. É grande e assustador”.


X-Men | Filmes em desenvolvimento pela Fox não devem ser cancelados pela Disney

O escritor então oferece uma longa explicação para os dois elementos essenciais a uma boa história dos mutantes.

“Eu acho que as melhores histórias dos X-Men precisam de duas coisas que sempre parecem opostas, mas são cruciais. Primeiro, elas precisam de perigo real. Os X-Men enfrentam mais dor, sofrimento e momentos pesados do que qualquer outro super-herói. Essa é a sina deles na vida. E eles sempre saem pelo outro lado, mas isso precisa ser testado sempre.”

“E a segunda coisa que uma grande história dos X-Men precisa é de criadores que amem os X-Men. É fácil machucar e matar personagens. É fácil explodir coisas sem pensar. Quando importa, quando o público se importa, é quando temos dor e corações partidos por trás. Quando os desenvolvedores de história estão tão chateados quanto os leitores, é quando uma história dos X-Men funciona. E eu colocaria Kelly [Thompson], Ed [Brissom] e meu amor pelos X-Men contra praticamente qualquer um nesse mundo”, diz Rosenberg.

X-Men | Pais da Tempestade são revividos em nova HQ

O arco de 10 partes “Disassembled” será escrito por Rosenberg, Kelly Thompson e Ed Brissom.

Uncanny X-Men retorna às lojas de quadrinhos americanas em 14 de novembro.