Reboot de X-Men transforma os mutantes em deuses

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Cuidado! Contém SPOILERS de House of X #1!

A nova era dos X-Men começou nos quadrinhos com House of X #1. A minissérie de Jonathan Hickman abre o caminho para o recomeço dos mutantes na Marvel.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Logo nas primeiras páginas, os fãs notam que o papel dos X-Men está mudando. Na nova HQ, os personagens são transformados em deuses.

A primeira grande mudança é que agora os X-Men possuem o seu próprio território, a Ilha de Krakoa. As flores do local, por exemplo, são a principal forma de sustento dessa nação.

Como se sabe, Krakoa é um mutante gigante das HQs da Marvel, que tem o visual de uma ilha. Na nova HQ, o Professor Xavier decide que é hora de usar essa criatura para o bem dos X-Men.

Para acabar com a guerra entre mutantes e humanos, Charles Xavier faz um acordo. As flores e ervas de Krakoa serão doadas para países que reconhecerem o local como uma nação. As plantas do mutante gigante podem ser usadas para curar doenças de humanos.

A ilha ainda dá outra possibilidade aos mutantes. Ela forma portais, onde os X-Men podem viajar rapidamente de um país para outro. É nessa ambientação que Magneto informa aos humanos: “Vocês têm novos deuses agora”.

A primeira edição também tem uma outra história, muito mais misteriosa. Um grupo de humanos partiu para o espaço com uma nave que é chamada de A Forja. Com o Protocolo Orchis, esses astronautas tem como missão descobrir quando será o apocalipse – ao menos, esse é o objetivo oficial.

No entanto, essa missão traz um problema para os mutantes. A Forja é, na verdade, uma maneira de criar Sentinelas. O objetivo é o extermínio em massa dos X-Men.

House of X #1 já está disponível nas bancas de quadrinhos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio