Cuidado! Contém SPOILERS da HQ #193 de The Walking Dead!

Na tarde de terça, 2, os fãs de The Walking Dead foram surpreendidos com o anúncio chocante de que as HQs da série chegam ao fim com a edição #193. A revistinha final foi lançada nesta quarta, 3.

Dessa forma, mesmo com uma sensação triste ou de muita curiosidade, todos descobriram como termina a história de The Walking Dead nos quadrinhos. O criador Robert Kirkman informou que é dessa maneira que ele imaginou em acabar com a série, sem qualquer interferência.


A edição final começa com um salto no tempo. Carl e Sophia (ambos mortos na série de TV) estão vivendo em uma fazenda. Os dois criam uma menina de 6 anos, chamada Andrea.

Parece que se passaram 10 anos e que não existe uma cura para os zumbis. Mesmo assim, eles não parecem ser uma grande ameaça. A civilização parece restaurada.

O principal conflito da edição começa quando Carl mata um zumbi que pertence a Hershel, filho de Maggie e Glenn. O personagem viaja pelo país usando os mortos-vivos como atração de entretenimento. Ao mesmo tempo, Maggie se tornou a presidente.

Carl acaba tendo problemas com a justiça, uma vez que o zumbi de Hershel é “propriedade privada”. Após matar outros mortos-vivos do personagem, o filho de Rick Grimes se justifica, lembrando o que todos passaram para sobreviverem.

A juíza, que é Michonne, concorda. Ela ainda afirma que as pessoas devem parar de usar zumbis como um meio de lucro.

A série em quadrinhos termina com Carl contando uma história para a filha sobre Rick. Nela, o personagem explica como o seu pai salvou o mundo e restaurou a civilização.

Na TV, The Walking Dead retorna com a 10ª temporada em outubro.