SPOILERS DE INVASORES #10

Desde a sua criação, nos primeiros dias do Universo Marvel, Namor sempre teve uma relação tumultuada com a humanidade.

Os primeiros conflitos o colocaram contra o mundo da superfície várias vezes, e sua reintrodução no Quarteto Fantástico nos anos 60 solidificou ainda mais seu status de anti-herói, pois ele batalhou contra os maiores heróis da Marvel tanto quanto lutou ao lado deles.


Agora, em Invasores #10, Namor se transformou exatamente naquilo contra o que ele lutou o tempo todo: um ser humano.

Embora o Rei de Atlântida tenha cooperado bem com seus companheiros da Marvel nas últimas décadas, os eventos recentes em Invasores e Vingadores o colocaram firmemente de volta à oposição ao mundo dos respiradores de ar.

A série Invasores começou com ele seguindo seus velhos hábitos e declarando guerra mais uma vez em nome da Atlântida, mais fortalecida do que nunca pela nova habilidade da hidrocinese, o que lhe confere consideráveis ​​habilidades de manipulação da água.

Enquanto edições recentes da série introduziram uma arma que pode transformar moradores de superfície em respiradores de água incapazes de sobreviver por muito tempo ao ar livre, o conceito foi invertido e o próprio Namor foi exposto a um processo que teve o efeito reverso nele.

Apesar de a herança meio-atlante / meio-humana de Namor sempre permitir que ele exista de forma anfíbia, Invasores #10 termina com ele abandonado em uma ilha com o Capitão América, incapaz de respirar a água que ele chama de casa.

Seus outros poderes também se foram, e ele precisará aprender a cooperar com seu antigo companheiro de equipe para sobreviver.

Invasores #10 já está disponível nas bancas de quadrinhos norte americanas.