Publicidade

Membro do Quarteto Fantástico vira assassino sádico na Marvel

Publicado por Alemão

27/11/2019 13:09

ALERTA DE SPOILERS

O mundo da Marvel 2099 sempre ofereceu uma visão rápida do que poderia acontecer em um dos possíveis futuros da editora, e ainda tem uma história própria como uma impressão popular do início dos anos 90.

Como muitos outros heróis, o Quarteto Fantástico foi reimaginado para este mundo do amanhã no apropriadamente intitulado Quarteto Fantástico 2099. Agora, a Marvel revisitou esse título com o Quarteto Fantástico 2099 #1.

Neste one-shot, um novo quarteto de heróis começa a descobrir seus poderes, até H.E.R.B.I.E., um dos mais antigos aliados do grupo, brutalmente se virar contra eles.

H.E.R.B.I.E. foi originalmente criado em 1978 como um membro alternativo da super equipe para substituir o Tocha Humana. O robô ajudante nem sempre foi o mais útil, e muitas vezes serviu como uma ferramenta de exposição ou como pura conveniência da trama para a Primeira Família da Marvel.

Desde sua estreia, H.E.R.B.I.E. tem sido amplamente confinado a ser uma referência obscura, uma mensagem fofa, uma babá de Franklin Richards ou um alívio cômico.

No entanto, muita coisa pode acontecer ao longo dos anos, e o Quarteto Fantástico 2099 fez de H.E.R.B.I.E. um grande negócio. Embora ele pareça tão inocente como sempre, é o único membro original do Quarteto Fantástico na HQ.

O novo H.E.R.B.I.E.

Grande parte da história se concentrou em novos personagens paralelos com poderes e personalidades semelhantes ao Quarteto Fantástico original. No entanto, há um Homem Invisível, em vez de uma Mulher Invisível, e uma mulher de cabeça quente que pode se acender em chamas como Tocha Humana.

H.E.R.B.I.E., no entanto, parecia ser o mesmo… até que ele matou a equipe. Ele de repente entrou em uma raiva violenta por algo não estar certo. O robô libera um arsenal de seu corpo que mata os quatro membros quase sem resistência.

O robô 2099 parece determinado a recriar o Quarteto Fantástico, mas se não forem fantásticos o suficiente, ele está perfeitamente disposto a matá-los.

Publicidade