ALERTA DE SPOILERS

Galactus, o Devorador de Mundos, é um dos personagens cósmicos mais poderosos do Universo Marvel. A entidade cósmica se alimenta de planetas e tem sido um inimigo formidável por mais de meio século. Mas, o que acontece com seu corpo quando o todo-poderoso morre? Acontece algo muito mal, sinistro, e muito estranho.

Em Marvel Zombies: Resurrection #1, os personagens ​​da Marvel se unem depois de receberem uma mensagem da Capitã Marvel dizendo que Galactus está morto e seu corpo está flutuando no espaço. Os Vingadores, Quarteto Fantástico e X-Men se unem para encontrar e lidar com seu cadáver antes que alguém chegue lá primeiro.


O grupo de heróis aterrissa em Galactus e investiga, no estilo Alien. Reed Richards confirma algo conhecido há muito tempo sobre o ser cósmico, que a aparência de Galactus é percebida de maneira diferente pelos olhos de quem vê: “Os humanos vêem Galactus como um humano, Chitauri como Chitauri e assim por diante”.

O que é estranho, no entanto, é que, por alguma razão, isso ainda acontece na morte, de modo que, mesmo postumamente, sua forma se adapta aos seres que o olham. Talvez seja assim, quando alguém é uma força incrivelmente poderosa dentro do cosmos – sem mencionar o único sobrevivente do universo anterior.

Richards e Tony Stark estão ansiosos para colherem amostras do cadáver gigante, enquanto as equipes se separam para ver exatamente o que aconteceu com o Titã caído. As duas equipes enfrentam sérios problemas quase imediatamente. Richards e Stark descobrem que o corpo de Galactus foi escavado e convertido em uma espaçonave e que existe alguém ou algo vivendo dentro.

A outra equipe, liderada por Wolverine e Capitão América, encontra a Capitã Marvel, que se transformou em uma zumbi, está coberta de sangue e pronta para atacar. A equipe é emboscada pelas versões zumbi de Groot, Gamora, Nova e Skrulls.

A equipe de Richards e Stark continua investigando dentro de Galactus, descobrindo que uma energia desconhecida está fluindo através do ser cósmico. Johnny Storm queima através da fonte e o grupo olha mais de perto. Apesar do aviso de Sue a Reed para destruir o corpo e voltar para casa, a curiosidade científica de Richards os leva diretamente a um Surfista Prateado transformado, que imediatamente se atira e mata Johnny.

Por fim, ambas as equipes estão sobrecarregadas e as baixas se acumulam. Ben se sacrifica para salvar Reed e Sue, mas é tarde demais para o último, pois ela também está infectada. Thor, que também é zumbificado, é acompanhado por alguns dos habitantes mortos-vivos do corpo de Galactus, e segue a nave dos heróis, tripulada por Rhody, destruindo-a. Enquanto isso, o cadáver gigante de Galactus começa a cair através das estrelas e está em rota de colisão com a Terra.

A história estabelece que o corpo de Galactus é de alguma forma a causa dos heróis serem infectados. Ao fazê-lo, os leitores, embora ainda se perguntem a origem do surto, pelo menos têm o principal culpado. Alguém – ou mesmo alguma coisa – esvaziou-o e transformou-o em um vaso perfeito para dar à luz os mortos-vivos, como vimos com o Surfista Prateado. Converter seu cadáver em uma nave zumbi significa que algo com um tremendo poder está lá fora, e é ainda mais faminto do que o Devorador de Mundos.

Marvel Zombies: Resurrection #1 já está à venda nas bancas de quadrinhos norte-americanas.