Stephen Strange deixou de ser apenas um supremo feiticeiro e acrescentou “Cirurgião Supremo” de volta ao seu currículo impressionante na Marvel. Uma barganha recente com um demônio restaurou a precisão médica em suas mãos, o que significa que o membro dos Vingadores agora pode voltar a participar de sua primeira profissão como cirurgião.

A Marvel Comics relançou o título solo de Doutor Estranho para comemorar a ocasião, chamando-o de Doctor Strange: Surgeon Supreme. A primeira edição contou com Stephen trabalhando em um hospital novamente, embora ele tivesse que fazer arranjos especiais para conseguir um emprego novamente.

Doutor Estranho é chamado apenas para as operações que ninguém mais tem a capacidade de realizar, o que significa que essas operações lidam principalmente com o sobrenatural. No entanto, mesmo que ele seja o Feiticeiro Supremo, isso não significa que ele use magia dentro de uma sala de operações.


A magia sempre exige um preço, e o mago dos Vingadores não quer arriscar que um de seus pacientes pague o preço pelo seu uso.

As coisas estavam indo bem no hospital até Destruidor, um vilão, aparecer com seu novo pé-de-cabra que distorce a realidade. Surpreendentemente, o Doutor Estranho não era páreo para o Destruidor, pois o vilão o espancou e deixou o herói morto no fundo do rio Hudson.

Uma prévia de Doctor Strange: Surgeon Supreme #2 revela que Stephen sobrevive usando um feitiço para se transportar para o “Sanctum Machina”, que é a forja mística onde ele fabrica seus artefatos e armas.

O pé de cabra do Destruidor foi aprimorado com a feitiçaria Asgardiana, mas agora parece ter a capacidade de abrir a própria realidade. Não há quem desista sem lutar, e o Doutor Estranho está pronto para combater magia com magia, se inspirando em seu colega dos Vingadores, Homem de Ferro, para construir uma nova arma mágica.

Clara homenagem

As cenas de Doutor Estranho criando sua nova arma traz lembranças de Tony Stark criando sua armadura Mark I no primeiro filme do Homem de Ferro. Stephen Strange é mostrado usando uma fornalha e algum tipo de laser de calor vermelho para construir essa arma misteriosa, além de utilizar cordas roxas para costurar um pedaço de pano.

Quando o escritor Jason Aaron e o artista Chris Bachalo lançaram um novo volume de Doutor Estranho em 2015, uma das muitas mudanças implementadas foi Stephen, confiando mais em armas e artefatos místicos do que em lançar feitiços. O raciocínio por trás dessa mudança foi que o Doutor Estranho não precisou pagar o preço de usar magia em uma luta, o que faz muito sentido.

Armas já infundidas com magia podem causar dano tão bem quanto um feitiço.

Não vemos a arma que Doutor Estranhou criou na prévia, mas podemos ver que ela brilha com uma tonalidade roxa no painel final. Felizmente, pode permitir que o Doutor Estranho incline a balança a seu favor contra Destruidor e seu pé-de-cabra que distorce a realidade.

Doctor Strange: Surgeon Supreme #2, da Marvel, chegará em 29 de janeiro.