Homem-Aranha faz o impensável com bizarro vilão da Marvel

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ele é um sujeito de bigode e obcecado por jogos de azar, com um capacete. Seu nome é Chance, e ele não é exatamente um dos vilões mais famosos da Marvel, nem mesmo um particularmente memorável.

Na nova história do Homem-Aranha, parece que ele é uma engrenagem inconsciente em um esquema grande e sinistro. E, no entanto, na edição #40, ele aparentemente tira o melhor do Cabeça de Teia – e ainda mais surpreendentemente, o Homem-Aranha parece bem com isso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Chance apareceu pela primeira vez em uma história de Web of Spider-Man, na década de 1980, como um criminoso com um artifício: ele aposta em seus colegas escarnecedores que pode cometer certos crimes com sucesso. Isso o distingue como um personagem que busca a vilania por diversão e lucro e para satisfazer seu próprio vício em jogos.

Ele se envolve principalmente com super-heróis de rua, como Demolidor e Gavião Arqueiro, com algumas discussões adicionais com o Homem-Aranha ao longo dos anos.

Algumas edições atrás, Chance apresentou seu antigo inimigo, o assassino chamado Estrangeiro, ao novo cassino voador indetectável de Chance: o Palácio. O Palácio inclui jogos padrão como roleta, mas também possui o Sportsbook, um sistema de jogo especial que permite que os jogadores apostem no resultado de várias batalhas superpoderosas.

O Estrangeiro parecia chateado quando perdeu uma aposta em uma luta do Homem-Aranha contra assassinos de Maggia, mas ele virou a mesa pressionando Chance em uma nova aposta. Estrangeiro declarou que se Chance pudesse roubar um dos atiradores de teia do Homem-Aranha, o Estrangeiro pagaria todas as dívidas contraídas no cassino naquela noite.

Bizarro vilão

Chance vestiu o velho jetpack e interrompeu uma entrevista de podcast que Homem-Aranha estava fazendo com J. Jonah Jameson, mas, à medida que a luta que seguia, parecia que Chance não estava muito animado. Quando a equipe de mercenários de Estrangeiro apareceu, eles surpreenderam o Homem-Aranha e Chance – e conseguiram colocar um atirador de teias nas mãos de Chance, embora Chance parecia não muito feliz com as possíveis repercussões.

Tendo cumprido seu objetivo, todo o grupo voou para longe.

Obviamente, há algo suspeito com Chance e o Estrangeiro que ainda não está claro. Por isso, teremos que esperar um pouco antes de entendermos por que Chance estava tão chateado.

Mas você sabe quem deveria estar mais chateado? Homem-Aranha. Ele poderia facilmente perseguir seus oponentes e tentar recuperar o atirador de teia, mas após um breve debate interno, optou por retomar a entrevista no podcast, em vez de perseguir um grupo de super-vilões mortais que roubaram um dos seus acessórios mais importantes.

Como um cientista e um super-herói experiente, o Homem-Aranha deve ser mais protetor com sua tecnologia do que ficar à toa enquanto voa para longe nas mãos de vilões conhecidos. Pelo que ele sabe, eles poderiam estar planejando usar o atirador de teia para fazer engenharia reversa para fins nefastos, ou mesmo para personificá-lo para cometer crimes. Não seria a primeira vez.

Mas mesmo além da questão do atirador de teia, todo o cenário é ainda mais flagrante, porque uma parte essencial da história de origem do Homem-Aranha envolve sua decisão de deixar um criminoso fugir e as consequências horríveis dessa decisão. Seu fracasso em impedir o ladrão que matou seu tio Ben é o motivo de ele estar constantemente falando sobre poder e responsabilidade.

No final da edição, fica claro que o podcast é bom para a imagem pública do Homem-Aranha. Mas a que custo? À medida que essa história continua, o Cabeça de Teia pode se arrepender de sua falta de ação, mesmo contra um vilão menor.

The Amazing Spider-Man #40, da Marvel, já foi lançada nos Estados Unidos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio