Um choque aconteceu em Venom #23, da Marvel, quando foi mostrado que Eddie Brock havia se separado de seu simbionte em uma ilha, que posteriormente foi bombardeada, levando todos a crerem que era o fim de Venom.

Isso foi radicalmente alterado em Venom #24, quando uma reviravolta mostrou que, na verdade, tudo não passava de uma ideia plantada na cabeça de Brock pelo Carnificina, que o está controlando.

Agora, o simbionte de Venom está enfraquecido na ilha em que foi deixado, mas pode ser ajudado por Dylan Brock, o filho de Eddie.


Durante a edição, Dylan demonstra que é capaz de se conectar à mente da colmeia Klyntar, e enquanto seu objetivo é encontrar Knull, o deus dos simbiontes, ele acaba se deparando com o simbionte de Venom em algum tipo de dimensão de bolso.

A habilidade de um deus

Ele se surpreende ao descobrir que é capaz de controlar o simbionte de Venom a longa distância, sendo seu hospedeiro mesmo sem estar lá, o que o torna extremamente poderoso.

Vale lembrar que essa habilidade de controlar simbiontes a longa distância foi demonstrada apenas por Knull, ou seja, Dylan pode se mostrar tão poderoso quanto o deus dos simbiontes.

Venom #24, da Marvel, foi lançada nos Estados Unidos.