O quadrinista Cameron Stewart, conhecido pelo trabalho em Batgirl na DC, está sendo acusado de ter aliciado uma menor de idade e de ser um predador sexual. As revelações começaram com a modelo Aviva Maï.

No Twitter, a artista relatou que conheceu Stewart quando o homem tinha cerca de 30 anos e ela tinha 16. A modelo ainda contou que teve um encontro após “flertar por texto”. O caso aconteceu em 2009.

“Nós ficamos ‘amigos’ bastante tempo depois daquilo e ele me mandava mensagens dizendo que ficou triste por ter perdido a chance de me namorar. Algumas vezes bem desconfortáveis”, afirmou a artista.


Aviva relatou ainda que demorou bastante tempo para ela perceber o que tinha acontecido com ela. A artista quis fazer um aviso para outras jovens, já que Stewart geralmente trabalha em quadrinhos com foco para o público feminino.

“Levou tempo para eu perceber o que ele estava fazendo, o que aconteceu e que nunca fomos amigos. Eu estou apenas postando isso porque nunca fomos amigos de verdade. Estou postando isso porque o trabalho dele é direcionado para o público feminino e vocês precisam saber o tipo de pessoa que ele é. Nunca pareceu uma ‘boa hora’ de dizer isso porque não tem uma, então estou postando de qualquer forma”, completou a artista.

O relato de Aviva levou a outras acusações contra o quadrinista da DC. Veja o início da denúncia da artista abaixo.

Mais acusações contra escritor

A escritora Kate Leth também fez mais acusações contra Stewart, que também é um ilustrador. A cartunista disse “apoiar Aviva” porque o mesmo aconteceu com ela – quando já era maior de idade.

“Eu ainda tenho em um pedaço de papel com a Morte que ele me desenhou em um papel de hotel. Eu tinha 19. Ele tinha 32”, escreveu a artista. A atriz Natasha Negovanlis adicionou que tem “histórias parecidas”, mas que não quer contar publicamente.

A situação tomou uma proporção ainda maior quando uma organizadora de convenções, Andrea Demonakos, publicou que a comunidade de Toronto sabe que o quadrinista da DC “é um predador e que é perseguido pela cidade por irritar muitas pessoas”. As acusações não param por aí.

“Eu avisei para as mulheres ficarem longe dele, inúmeras vezes”, contou a organizadora. Leth voltou ao tema citando o tuíte e dizendo que Stewart “se mudou para Berlim porque se queimou com todas garotas de Toronto e Montreal”.

O próprio quadrinista teria contado isso para Leth. Stewart não trabalha mais para DC no momento. O quadrinista não se pronunciou sobre as acusações.

Confira a acusação de Leth abaixo.