Robert Kirkman, criador dos quadrinhos de The Walking Dead, disse ter sido “tratado como lixo” quando escrevia para a Marvel e que seu tempo na companhia não foi nada bom e era “muito restritivo”.

O autor escreveu para a Marvel entre 2004 e 2010 e é um dos criadores de Marvel Zombies e de uma das versões do Homem-Formiga, o Irredeemable Ant-Man.

“Era muito restritivo. Quero dizer, tenho uma ótima relação com o [editor executivo e vice-presidente de publicações da Marvel] Tom Brevoort. Acho que ele era um editor fantástico. Amava trabalhar com ele. Joe Quesada e eu que não nos damos bem”, disse Kirkman ao ComicTropes.


“Fui culpado por muitas coisas que não aconteceram de verdade e eu tentava explicar, ‘não foi isso que eu quis dizer, o que você está falando?’. Então ele ficava mais bravo comigo”, continuou o autor de The Walking Dead, falando sobre Quesada, na Marvel.

Robert Kirkman ainda falou sobre como colocavam balões de fala nas capas da revista do Homem-Formiga assinadas por ele, algo feito sem seu consentimento.

“Eu dizia, ‘por que você colocou um balão de fala na capa da minha HQ sem me falar, ou sem pedir para eu escrever o diálogo? Ou não sei, quem sabe, me deixar fazer o balão de fala?’”, contou Kirkman. “Tipo, ‘isso é um balão que não soa bem, eu não gosto desse diálogo, eu teria tirado um tempo para fazer isso direito. Não sei por que vocês não me deixam fazer isso’”.

Tratado como lixo

O criador de The Walking Dead chegou a falar que eles sequer promoviam algumas das histórias em quadrinhos escritas por ele.

No fim, Robert Kirkman enxergou todo o problema partindo do fato dele não precisar da Marvel e, de alguma forma, a editora não gostava disso.

“Eu estava fazendo muito dinheiro na época, de Invencível e The Walking Dead, minhas histórias estão se saindo muito bem. Eu trabalhava por centavos na Marvel e era tratado como lixo e gritavam comigo o tempo todo, simplesmente por tentar colocar mais cuidado nas histórias. Então se resumiu a isso: acho que eles não gostavam do fato de que eu não precisava deles e era um problema constante”.

Robert Kirkman terminou The Walking Dead, repentinamente, em 2019, mas a série continua. Atualmente em hiato, ela deve retornar ainda em 2020.