Enquanto Steve Rogers é a versão mais popular do Capitão América, muitos outros heróis – incluindo Bucky Barnes, Sam Wilson e John Walker – usaram o traje e usaram o escudo quando Steve não conseguiu ou não quis continuar como super-herói.

Embora cada herói tivesse uma abordagem diferente de ser o Capitão América, todos eles se esforçaram para fazer justiça ao nome e tiveram vários momentos distintos durante seu tempo como Sentinela da Liberdade.

No entanto… talvez não seja esse o caso do Homem-Formiga. Sim, infelizmente, em um universo, Hank Pym (também conhecido como Homem-Formiga e Gigante) acabou vestindo uma fantasia de Capitão América por uma das piores razões imagináveis.


Embora misericordiosamente breve, seu tempo como Capitão América lembrou aos leitores por que vestir um traje do Capitão América nem sempre faz você se sentir poderoso.

Esta história aconteceu no universo Ultimate com uma versão de Hank Pym, que era um reflexo muito sombrio de sua versão convencional. No universo “regular” da Marvel, Hank Pym deu um tapa em sua esposa Janet em uma cena infame que o assombra desde então.

Inconscientemente, Hank estava sob a influência de certas drogas que alteravam a mente que o levaram a desenvolver uma personalidade mais violenta. Enquanto ele acabou se livrando dos efeitos, suas ações lhe custaram o casamento e o selaram com o rótulo de “espancador de esposa” por muitos fãs.

No universo convencional, Hank confessou esse erro, pedindo desculpas e eventualmente se reconciliando com Janet. Ele até patrocinou vários programas de violência doméstica em seu nome e reconheceu que, quaisquer que fossem as circunstâncias, dar um tapa em Janet uma vez era indesculpável.

Infelizmente, no universo Ultimate, os roteiristas decidiram usar a infeliz reputação de Hank para reimaginar seu personagem em um homem abusivo que regularmente espancava sua esposa em segredo. Quando os Supremos descobriram isso, eles o expulsaram da equipe e o Capitão América o espancou pessoalmente.

Desonrado, Hank tentou encontrar uma maneira de salvar sua carreira e imagem pública, mas foi evitado por todos os seus antigos amigos. Desesperado, ele tentou se juntar à versão dos Defensores do universo Ultimate.

Embora essa equipe contivesse muitos membros poderosos no universo convencional, no universo Ultimate, os Defensores eram todos basicamente um bando de vigilantes que afirmavam ter simplesmente poderes. Empolgado por ter alguém com superpoderes reais em seu time, o grupo aceitou ansiosamente Hank, que decidiu adotar a nova identidade do Homem-Formiga.

Infelizmente, sua primeira missão estava longe de ser ideal. Tentando conseguir alguma informação, impedindo um grupo de adolescentes de roubar milhares de segredos de um armazém, os Defensores acabaram sendo espancados pelos vilões de baixo nível.

Quando a situação ficou crítica, Hank se transformou em Gigante para deter os criminosos… mas como ele não tinha a roupa à mão, acabou dando aos jornais uma imagem muito embaraçosa para circular.

Herói fracassado

Hank tentou afogar suas mágoas em um encontro noturno com Valquíria, membro dos Defensores (na verdade, ela era uma levantadora de peso e estudante de artes marciais que acabou sendo perseguida pelos criminosos que ela estava tentando impedir).

Valquíria, no entanto, solicitou que Hank usasse uma fantasia do Capitão América para deixá-la de bom humor… o que Hank aparentemente fez, pois a roupa podia ser vista em sua cama no painel seguinte.

Embora poucas pessoas soubessem do flerte de Hank como Capitão América, o próprio Hank sentiu que todo o incidente o colocou no ponto mais baixo de sua vida. Histórias posteriores dariam a Hank a chance de se redimir, mas como os gibis Ultimate pretendiam ser uma versão mais ousada dos quadrinhos da Marvel, ele nunca chegou a ser o tipo de herói principal que muitos sabem que Hank Pym é.

No cinema, Hank Pym é vivido por Michael Douglas. Ele deve voltar para Homem-Formiga 3, que ainda não conta com data de lançamento.