Kelly Sue DeConnick se despediu da revista do Aquaman em grande estilo, na edição 65. Depois de uma longa jornada, o herói da Liga da Justiça e Mera finalmente se casam.

Depois da grande batalha em Atlântida, vemos Arthur e Mera vivendo felizes, como pais de Andy. Eventualmente os dois saem correndo para salvar um navio em perigo.

Ao chegarem lá, Mera é surpreendida ao ver algumas das suas amigas com vestidos de madrinha de casamento.


O Aquaman, então, consegue ajuda da criatura atacando o navio, que prova ser Tristram Maurer, e diz:

“Agora é uma festa surpresa de boas-vindas. Mas estava pensando, com todos aqui, poderia ser um casamento, se você quiser”, disse o herói, na presença da Liga da Justiça.

Com isso, os dois acabam se casando, finalmente, após Mera, obviamente, dizer sim.

Aquaman #65, de Kelly Sue DeConnick, com arte de Miguel Mendonça, está à venda nos EUA e em lojas online. Veja imagens da revista, abaixo.

Amber Heard não pode ser demitida de Aquaman 2

Depois que o ex-marido de Amber Heard, o suposto agressor Johnny Depp ter perdido o processo contra o jornal The Sun e, subsequentemente ter deixado a franquia Animais Fantásticos, muitos defensores do acusado de agressão pediram para que Amber Heard também fosse demitida de Aquaman 2. Existe uma razão bastante prática que impede a DC/ Warner de fazer isso.

Conforme Matt Morrison, do ScreenRant, o estúdio não pode demitir Amber Heard, ou até mesmo pedir para que ela peça demissão, por não ter perdido qualquer processo contra Johnny Depp.

Nos EUA, processos de difamação requerem que o queixoso prove intenção maliciosa por parte do acusado. No Reino Unido, contudo, o acusado precisa provar que não estava agindo de má fé em tais casos.

Assim sendo, o queixoso ganhar um processo de difamação nos EUA é, teoricamente, mais difícil do que no Reino Unido. Considerando que, mesmo assim, Johnny Depp perdeu no Reino Unido, as coisas não estão boas para ele.

Tendo em vista que o juiz não considerou falso o termo “espancador de esposa” atribuído ao ex de Amber Heard pelo jornal The Sun, a Warner não tinha muitas opções a não ser demití-lo. Tendo em vista que tais acusações já tinham sido feitas na época do primeiro filme, ele sequer deveria ter sido contratado.

Legalmente falando, Amber Heard não pode ser demitida de Aquaman 2 de qualquer forma sem ocasionar na quebra de contrato, portanto resta ao estúdio aguardar o julgamento do caso de Amber Heard contra Johnny Depp.

Aquaman 2 está previsto para dezembro de 2022.