A DC ganhou uma nova Mulher-Maravilha, dessa vez brasileira: Yara Flor. Ela faz parte de uma facção das amazonas que vive na Amazônia e sua história inaugural faz uso do folclore brasileiro.

A história começa com a Mulher-Maravilha do Brasil caçando uma hidra na floresta. Depois de cortar os chifres da criatura, a heroína é confrontada por Caipora.

Pouco após, Caipora concorda em abrir um portal para o submundo, Hades. O que vemos é algo totalmente diferente dos quadrinhos anteriores da Mulher-Maravilha.


O local agora é como um aeroporto, com os mortos fazendo fila para embarcarem. Uma abordagem bem diferente do que estamos acostumados.

O jeito é aguardar para saber se as histórias da nova Mulher-Maravilha trarão mais criaturas do folclore brasileiro. Veja imagens da revista, abaixo.

A série da Mulher-Maravilha brasileira

O próximo projeto da DC de Greg Berlanti em desenvolvimento na CW será Moça-Maravilha – mas não será Donna Troy (Conor Leslie), a versão da personagem vista em Titãs. Em vez disso, a série vai estrelar a personagem relativamente nova Yara Flor, filha de uma guerreira Amazona e um deus do rio brasileiro.

A personagem recém-criada será a futura Mulher-Maravilha da DC, no evento Future State nos quadrinhos, que avança no tempo para mostrar um novo e mais diverso Universo DC liderado por novas versões de Superman, Batman, Mulher-Maravilha e outros heróis principais. Será lançado em janeiro, nos Estados Unidos.

A produtora de A Rainha do Sul, Dailyn Rodriguez, escreverá o piloto, que será produzido pela Berlanti Productions. Berlanti é o produtor por trás de todos os outros seriados da CW com base em quadrinhos da DC, incluindo The Flash, Stargirl, Raio Negro, Batwoman e muito mais.

Raio Negro levou a primeira família negra de super-heróis para a televisão, enquanto Batwoman marcou a primeira mulher LGBTQ+ a comandar seu próprio seriado.

Parece que a CW espera que a amplitude e a popularidade de seu multiverso de séries da DC lhes dê a oportunidade de elevar vozes pouco representadas enquanto gerenciam seus riscos.

A série da Mulher-Maravilha brasileira na CW ainda não tem previsão de estreia.