Thor revela a pior parte de ser um deus asgardiano

Herói da Marvel vive muito mais que humanos e isso nem sempre é bom

Publicado em 16/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Thor é um dos heróis mais famosos da Marvel, o que nem todos sabem é que ele é uma figura bastante trágica. Isso fica claro em revista da Marvel, que mostra os lados negativos de viver por milênios.

Em Thor #15, após a derrota de Donald Blake, que visava destruir Yggdrasil, o deus do trovão parece estar mais taciturno do que o de costume, em meio às festividades. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Thor viaja para a Terra e conversa com o Capitão América, confessando não se lembrar das suas mais recentes aventuras, incluindo o crossover Rei de Preto.

Isso ocorre por conta da fisiologia asgardiana. Como ele vive por milênios, os dias e meses que Thor passa na Terra mais se parecem segundos e minutos para ele na sua memória.

O lado negativo da longevidade

Essa revelação do Thor pinta o herói como uma figura muito mais trágica. Embora seja próximo dos outros heróis da Terra, todo esse envolvimento não passa de um piscar de olhos para o asgardiano. 

Além disso, algumas das aventuras mais icônicas dos Vingadores nem devem ser lembradas pelo deus do trovão. Ele também fala sobre ter perdido muitas pessoas, perdas que ele sequer presenciou por lutar por Asgard em nome do seu pai.

Isso se encaixa com o que vimos até agora na fase do Thor de Donny Cates e Nic Klein, que retrata o herói como alguém solitário. Um Rei de Asgard e um forasteiro para aqueles que ama no Universo Marvel.

Essa percepção de tempo do Thor certamente o coloca como uma figura bastante trágica, embora poucos saibam disso.

Thor #15 está à venda em plataformas digitais.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio