Mais do que você gosta.

Publicidade

Mundo dos quadrinhos

Netflix anuncia novo filme de super-heróis; veja

Você conhece Imperdoável, HQ da BOOM! Studios?

Publicado por Karol M.

17/03/2022 16:16

Você conhece a HQ Imperdoável? Escrita por Mark Waid e desenhada por desenhada por Peter Krause e Diego Barreto, a produção da BOOM! Studios acompanha a queda do Plutoniano, o maior super-herói do mundo, que começa a massacrar a população da terra.

Os quadrinhos de Imperdoável e seu spin-off, Incorruptível, ganharão um adaptação em filme, atualmente em desenvolvimento pela Netflix. A deção será de Jeymes Samuel (The Harder They Fall), que também assume a produção ao lado de Jay-Z, James Lassiter, Stephen Christy e Ross Richie. O roteiro será trabalhado pelo co-escritor de Soul, Kemp Powers.

As HQs de Imperdoável foram lançadas em 2009 e tiveram 37 edições até o fim de sua veiculação, em 2012. Em 2016, um filme de Imperdoável havia sido anunciado pela 20th Century Fox, com direção de de Adam McKay, mas o projeto foi engavetado após a compra da 20th Century pela Disney.

Mark Waid disse, em declaração ao Deadline: “Peter e eu estamos emocionados até a morte que um roteirista e um diretor que nós dois admiramos estão dando vida a Imperdoável de uma maneira fiel e respeitosa, enquanto inventam suas próprias reviravoltas. Sua visão única dos quadrinhos o torna diferente de qualquer história de anti-herói que eu já ouvi, e eu adoro isso”.

Diretor de Imperdoável fala sobre o filme

“Eu queria contar uma história e ter esses personagens retratados em um filme onde eles não são subservientes. Eles não são menos que humanos. Eles não são menos que nada. E eu realmente queria fazer um filme onde nós vemos isso, vemos todas aquelas coisas que estamos perdendo, como o verdadeiro poder entre essas pessoas”, explica o diretor Jeymes Samuel sobre o projeto de Imperdoável na Netflix.

“Eu amo filmes de faroeste, eu não os entendo o suficiente, então eu realmente queria contar uma história onde eu pudesse usar a câmera para fazer coisas que eles não podiam fazer quando John Ford estava fazendo faroeste, que eles não podiam fazer quando John Huston estava operando e vivo”, acrescentou o diretor.

Ele continua: “Eu realmente queria usar drones e mostrar um assalto a trem. Eu amo assaltos a bancos, assaltos a trens, fugas de presos, mas eu queria mostrar uma fuga de presos e o roubo de trem na mesma cena, e contar essa história usando tela dividida. Eu queria fazer todas essas coisas com meu filme de estreia e é isso que eu tenho que fazer.”

O filme ainda não tem previsão de lançamento na Netflix.

Publicidade