Robert Kirkman, o criador dos quadrinhos de Walking Dead e produtor da série de TV, defendeu a série derivada Fear the Walking Dead em entrevista à Entertainment Weekly.

Questionado se estaria preocupado com a possibilidade do spin-off “amortecer” as expectativas dos fãs para a sexta temporada de The Walking Dead – principalmente se a nova série não agradar o público – Kirkman diz que a esperança na verdade é o contrário.

“As duas séries são muito diferentes. Se fosse um spin-off sobre Michonne ou Daryl Dixon, sim [estaria preocupado], mas Fear The Walking Dead é um grande aperitivo para a sexta temporada, que felizmente servirá para deixar os fãs ainda mais empolgados pelo retorno dos personagens que eles aprenderam a amar nos últimos seis anos”.


Kirkman ainda justificou a existência do derivado:

“Estou confiante de que fizemos [a série] da maneira certa. Nós estamos construindo uma extensão da casa, que vai valorizar o imóvel. Não estamos apenas jogando uma segunda história em cima da franquia e esperando que ela possa carregar o peso adicional. Não tomamos nada emprestado da série original, nem a depreciamos de forma alguma. Fear The Walking Dead vai agregar à mitologia de The Walking Dead – é outra parte de um mundo fascinante que se sustenta por si só”.

Criador explica título e linha do tempo da série

Fear the Walking Dead contará com seis episódios em sua primeira temporada. A estreia acontece em 23 de agosto, quase dois meses antes do lançamento da sexta temporada de The Walking Dead.

O derivado terá uma trama mais urbana que a da atração original, com “menos mato”, segundo o produtor executivo Robert Kirkman. Ele também escreveu o episódio piloto ao lado de Dave Erickson (Sons os Anarchy).

Assista ao trailer da série derivada

Kim Dickens, Cliff Curtis, Frank Dillane, Alycia Debnam Carey e Elizabeth Rodriguez formam o elenco principal.

Fotos revelam os zumbis da série derivada

A segunda temporada já foi confirmada e terá mais que o dobro de episódios – leia mais.