O canal pago americano USA adiou em uma semana a transmissão do final da primeira temporada de Mr. Robot, em função da similaridade do episódio com as mortes de dois repórteres que aconteceram ao vivo na TV americana nesta quarta-feira (26).

“Em respeito às vítimas, suas famílias, aos seus colegas e nossos telespectadores, nós estamos adiando o episódio desta noite. Nossos pêsames a todos aqueles afetados por esse período difícil”, disse a emissora em comunicado.

Na manhã de hoje, a jornalista Alison Parker e seu cinegrafista, Adam Ward, foram mortos a tiros enquanto faziam ao vivo uma reportagem para uma emissora de TV de Roanoke, na Virgínia (EUA). O suspeito é um ex-colega de trabalho da dupla, que postou o vídeo do assassinato em sua rede social após fugir da cena do crime.


Segundo o USA, o episódio de Mr. Robot que seria exibido neste noite contém “uma cena gráfica de natureza semelhante ao trágicos acontecimentos de hoje em Virginia”. No lugar dele, irá ao ar a reprise do penúltimo episódio.

O final de temporada da série agora será exibido no dia 2 de setembro.

Mr. Robot gira em torno de Elliott (Rami Malek), um jovem programador de computadores que tem dificuldades de se relacionar com as pessoas, mas utiliza suas habilidades para vigiar as vidas das pessoas que ama, com o objetivo de protegê-las.

Elliott trabalha em uma empresa de segurança online e seu talento o leva a ser convidado pelo misterioso líder (Christian Slater) de uma organização ilegal a fazer parte de uma missão para derrubar a poderosa Evil Corp.

A série estreante é a primeira do canal USA há muito tempo a ter um grande apelo popular.