Luke Cage | Série da Marvel escala ator de Pulp Fiction

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Frank Whaley (Pulp Fiction) foi contratado para Luke Cage, a vindoura série da Marvel e Netflix sobre o super-herói. Segundo o Deadline, o ator viverá o detetive Scarfe.

Whaley se juntará a Mike Colter (Luke Cage), Alfre Woodard (Minetta/Black Mariah), Theo Rossi (Shades), Simone Missick (Misty Knight), Mahershala Ali (o vilão Cottonmouth) e Rosario Dawnson (Claire Temple).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Luke Cage é um ex-membro de gangue acusado por um crime injustamente. Na prisão, ele se voluntaria para uma experiência médica que dá errado, ganhando superforça e pele à prova de balas como consequência. Usando seus novos poderes, Cage escapa da cadeia e torna-se um “herói de aluguel”. Seu arquiinimigo é Willy Stryker, um amigo de infância no Harlem. Os dois cometiam pequenos delitos juntos, mas ambos se apaixonaram pela mulher, Reva Connors, o que levou Stryker a sua eventual prisão”, diz a sinopse da série.

Cheo Hodari Coker (Almost Human, Southland) servirá como produtor principal de Luke Cage e também assinará os dois primeiros episódios do seriado.

A atração se passará antes dos eventos de Jessica Jones – próxima série da Marvel/Netflix sobre a heroína e esposa de Cage. Suas filmagens começam em setembro, em Nova York, e devem se estender até dezembro. O lançamento da série está previsto para 2016.

Nos quadrinhos, Luke Cage foi cobaia de um experimento semelhante ao que criou o Super-soldado Steve Rogers, o Capitão América, e acabou com uma pele quase indestrutível e durabilidade e força sobre-humanas. Um filme com o herói seria feito em 2003, mas o projeto não foi adiante.

Além de Luke Cage, as próximas séries da parceria Marvel/Netflix são Jessica Jones e Punho de Ferro – todos os heróis depois se reunião na minissérie Os Defensores, uma versão em escala menor de Os Vingadores.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio