Sean Penn processa criador da série Empire por difamação

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sean Penn entrou com uma ação judicial contra Lee Daniels, criador da série Empire e diretor de filmes premiados como Preciosa e O Mordomo da Casa Branca, alegando difamação.

O processo veio após as declarações do diretor ao Hollywood Reporter; na entevista, Daniels compara Penn com Terrence Howard, astro de sua série, dizendo que os dois batem em mulheres.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Terrence não fez nada diferente do que Marlon Brando ou Sean Penn, e de repente ele é considerado um demônio. Isso é um sinal de como a América está nos tempos atuais”, disse Lee Daniels na entrevista, se referindo aos problemas de Terrence Howard com a lei e também possivelmente à questões raciais.

Sean Penn disse que foi injustamente acusado de violência doméstica e pede US$ 10 milhões por danos morais. Segundo o ator, as declarações do cineasta fazem “parte de uma equivocada campanha de marketing para promover Empire”, que estreia sua segunda temporada nos EUA nesta quarta-feira (23).

O astro de Hollywood ainda reconhece no processo que “já teve problemas com a lei, mas nunca foi preso, muito menos condenado, por violência doméstica, conforme suas ex-esposas (incluindo Madonna) poderiam confirmar”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio