Game of Thrones | Sexta temporada pode diminuir nível de violência da série

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A controvérsia do estupro de Sansa Stark pode afetar os rumos da sexta temporada de Game of Thrones.

Durante um evento na Austrália, o diretor do polêmico episódio, Jeremy Podeswa, declarou que os criadores da série, David Benioff e D.B. Weiss, escutaram as críticas à cena e que o teor de violência sexual em Game of Thrones deve ser diminuído.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eles não queriam ser influenciados demais pelas críticas, mas absorveram os comentários e isso os influenciou de certa forma”, acrescentou o diretor.

Tal cena, em que Sansa Stark é estuprada por Ramsay Bolton na noite de núpcias, não consta nos livros de George R.R. Martin e chegou a ser considerada por muitas pessoas como algo desnecessário para a trama da série.

O estupro, no entanto, não foi o primeiro mostrado por Game of Thrones, já que Cersei Lannister também foi forçada a fazer sexo sem vontade pelo próprio irmão e amante, Jamie Lannister.

Teaser revela as primeiras cenas da sexta temporada

Game of Thrones retorna em abril de 2016 com a estreia de sua sexta temporada.

Como o retorno do personagem pode afetar a série

Game of Thrones deve terminar em seu oitavo ano, segundo o presidente da HBO. Recentemente, o autor George R.R. Martin afirmou que “tudo é possível” no final da série.

“O show está avançando como um trem, ou como um trem a jato”, disse Martin em entrevista ao Geek Wire. “Eles estão escrevendo roteiros de 60 páginas, e eu estou escrevendo romances de 1500 páginas. Então, quem sabe? Só vou contar minha história, e eles estão adaptando. Houve um período em que eu estava preocupado com isso, mas não mais”, declarou.

Tudo sobre: Game of Thrones

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio