Narcos | Produtor comenta o futuro de Wagner Moura na série

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atenção para spoilers da série!

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um dos produtores de Narcos, Eric Newman, discutiu o futuro da série e de um dos seus protagonistas, o brasileiro Wagner Moura (Pablo Escobar), durante coletiva da Netflix na TCA (via /Film).

Newman confirmou que o segundo ano de Narcos vai cobrir o fim da vida do traficante colombiano e já lamenta antecipadamente a despedida de Moura da série.

“Confie em mim, se pudéssemos encontrar uma maneira de mantê-lo vivo e manter Wagner na série… nós faríamos. Mas Escobar vai morrer. Nós contamos 15 anos de história na primeira temporada. Em certo ponto, Escobar escapou no verão de 1992 e tinha 18 meses de vida. Isso é algo que não podemos mudar. Essa história sempre foi concebida para ter um fim”, justificou.

Narcos, no entanto, continuará sem Pablo Escobar. Questionado sobre os novos rumos da série na terceira temporada, o produtor chegou a compará-la com um dos sucessos da TV americana.

“Existem várias coisas que podem acontecer depois, mas não nos comprometeremos com uma coisa nem com outra. De alguma forma, o que fizeram na terceira temporada de Homeland após perder Damian Lewis [um dos protagonistas da série] foi incrível. Para falar a verdade, a minha preocupação é com a segunda temporada, porque estamos na metade dela e ainda não pensei muito no que faremos daqui pra frente. Eu apenas quero fazer a melhor versão dessa temporada”.

“Erraram na escolha do Pablo Escobar”, diz Wagner Moura em programa americano

Narcos, que foi indicada ao Globo de Ouro de melhor série dramática e melhor ator (para Wagner Moura), retorna com novos episódios pela Netflix em 2016.

Narcos conta a história real dos esforços dos Estados Unidos e Colômbia para combater o temido traficante Pablo Escobar (Moura) e o cartel de Medellín, uma das organizações criminosas mais ricas e impiedosas da história.

O seriado reúne novamente o criador e produtor-executivo José Padilha (Tropa de Elite, RoboCop) com Wagner Moura. Completam o elenco internacional: o americano Boyd Holbrook (Garota Exemplar) e o chileno Pedro Pascal (Game of Thrones), que interpretam agentes da DEA; os colombianos Juan Pablo Raba (El corazón del océano) e Manolo Cardona (Covert Affairs); a britânica Joanna Christie (Once); as mexicanas Stephanie Sigman (do vindouro 007: Spectre) e Ana de la Reguera (Nacho Libre); o brasileiro André Mattos (Tropa de Elite); e o porto-riquenho Luis Guzman (Boogie Nights).

Eric Newman (Filhos da Esperança), Carlos Bernard (O Aprendiz de Feiticeiro) e Chris Brancato (Hannibal) assinam a produção executiva ao lado de José Padilha.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio