50 anos de Jornada nas Estrelas/Star Trek | Os episódios marcantes da série animada

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A série original de Jornada nas Estrelas (Star Trek) foi transmitida durante o período de 1966 até 1969, quando foi cancelada após 79 episódios apesar de ter um público fiel. No início da década de 1970, ela começou a ser reprisada em estações de TV locais conseguindo uma audiência bastante alta, o que foi o início do fenômeno que conhecemos hoje.

Em 1973, o estúdio de animação Filmation – responsável pelos desenhos animados de He-Man, entre outros – decidiu embarcar na “Trekmania” e lançou, em parceria com o estúdio Paramount, uma série de desenhos animados baseada na série clássica e que, posteriormente, ficou conhecida como Jornada nas Estrelas – A Série Animada. Para a dublagem dos personagens foi contratado todo o elenco original, com exceção de Walter Koenig (Sr. Chekov) devido a questões de orçamento.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Série Animada teve duas temporadas e um total de 22 episódios. Apesar de ter limitações técnicas em seu processo de animação, uma característica da Filmation com o objetivo de baratear os custos, Jornada nas Estrelas – A Série Animada foi considerada como uma das 100 melhores séries de desenhos animados de todos os tempos pelo site de vídeo games e entretenimento IGN.

Os episódios marcantes da série clássica

A seguir, foi feita uma seleção dos episódios mais marcantes da Série Animada:

Anos Passados (Yesteryear – 1973)

O Capitão Kirk e o Sr. Spock fazem uma viagem no tempo pelo Guardião da Eternidade (visto no episódio A Cidade à Beira da Eternidade da Série Clássica). Porém, ao retornarem, ninguém reconhece o Sr. Spock e este descobre que deve retornar ao período de sua infância para que o fluxo de tempo retorne ao normal. Episódio escrito pela roteirista da série original, D. C. Fontana, e com a participação na dublagem do ator Mark Lenard, que interpretou Sarek, o pai de Spock, tanto na Série Clássica como nos filmes para o cinema.

O Canto das Sereias (The Lorelei Signal – 1973)

O Capitão Kirk, o Sr. Spock e o Dr. McCoy são atraídos por um canto a um planeta governado por mulheres e que sugam as energias dos homens. Devido à incapacidade física da tripulação masculina, a Tenente Uhura assume o comando da Enterprise e organiza uma equipe feminina para o resgate. Este episódio antecipa o filme Mad Max: Estrada da Fúria com os temas de mulheres de forte personalidade e ponto de vista feminino.

Mais Pingos, Mais Problemas (More Tribbles, More Troubles – 1973)

A Enterprise faz a escolta de duas naves-cargueiros carregadas com grãos quando avistam uma nave de guerra Klingon perseguindo uma pequena nave comercial. O Capitão Kirk ordena o uso do teletransporte para resgatar a tripulação e descobre que esta é composta pelo mercador malandro Cyrano Jones (dublado pelo seu intérprete original, o ator cômico Stanley Adams) e pelos peludos, engraçadinhos e fofinhos Pingos. Encrencas à vista, o que inclui uma nova arma dos Klingons e um novo “tsunami” de Pingos sobre o Capitão…

O Vulcano Infinito (The Infinite Vulcan – 1973)

A Enterprise investiga um planeta habitado por plantas inteligentes e por um cientista desaparecido há muitos anos e que fez um clone gigante de si mesmo. Esse cientista captura o Sr. Spock para também fazer um clone gigante do Primeiro Oficial vulcano, o que pode custar a vida do Spock original. O roteiro deste episódio foi escrito pelo intérprete do Sr. Chekov, Walter Koenig, como uma compensação da parte da Filmation por ele não ter participado da dublagem dos episódios da série.

As Mágicas de Megas-Tu (The Magicks of Megas-Tu – 1973)

Durante a exploração de uma nova galáxia, um ser chamado Lucien, semelhante a um sátiro, aparece na ponte de comando da Enterprise e conduz a astronave para o seu planeta, chamado Megas-Tu, um mundo dominado pela magia. Este episódio causou polêmica entre os evangélicos estadunidenses, mas é considerado um dos melhores da Série Animada.

A Paixão de Mudd (Mudd’s Passion – 1973)

O ladrão, trapaceiro, vigarista e caloteiro Harry Mudd está de volta! Desta vez, ele é preso em um planeta de mineradores por vender falsos cristais de amor. Mas, Mudd (dublado pelo seu intérprete original, o ator Roger C. Carmel) não só garante que os cristais são verdadeiros, como consegue convencer a Enfermeira Chapell a usá-los no Sr. Spock. Mudd foge e leva Chapell como prisioneira. O Capitão Kirk e um apaixonado Spock partem para socorrê-la.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio