Game of Thrones custa US$ 10 milhões por episódio; veja os números da série

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Game of Thrones estabeleceu uma impressionante marca para atrações da televisão moderna: cada episódio da série custa em torno de US$ 10 milhões para ser produzido.

Em função dos valores, do investimento feito em efeitos visuais e no tempo de trabalho gasto pela equipe e elenco – na sexta temporada foram 700 horas de filmagens contra 500 da última temporada – os criadores de Game of Thrones, David Benioff e D.B. Weiss, definiram essa nova temporada como a mais “brutal” de todas, em termos de produção.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Foi um verdadeiro teste de resistência para todos da equipe”, confessou Benioff em entrevista à Variety. “Nós nunca sabíamos onde estávamos indo todos os dias”, acrescentou Weiss. “[A série] ultrapassou o cronograma de um programa de televisão para se tornar algo como o cronograma de um filme de médio porte”, finalizou.

Benioff também relembra os desafios iniciais enfrentados pela equipe de Game of Thrones:

“Na primeira temporada, o maior trabalho nos efeitos visuais era [a criação dos] bebês dragões. Nós estávamos tão nervosos com essa cena, mas o time fez um bom trabalho e eles ficaram ótimos. Mas os bebês dragões cresceram e ficaram violentos”, disse, se referindo aos novos desafios dos produtores.

Veja alguns dos expressivos números de Game of Thrones ao longo de suas temporadas:

 5  países já serviram de locação para a série: Croácia, Irlanda, Espanha, Canadá e Islândia;

 12  Emmys conquistados em 2015 para a quinta temporada – a maior quantidade de prêmios já recebidas por uma única temporada no mesmo ano;

 900  membros na equipe de produção;

 3,7  milhões gastos em fita para rodar a sexta temporada;

 9  adições ao elenco na sexta temporada (conheça aqui os novos atores);

 2  apresentadores escalados para apresentar o novo programa de debate que irá ao ar depois da série, “After the Thrones”: Andy Greenwald e Chris Ryan.

Artigo | Por que a série nunca foi longe demais

Game of Thrones retorna ao ar neste domingo, às 22h na HBO, com a estreia de sua sexta temporada. O primeiro episódio recebeu o título de “The Red Woman” (“A Dama Vermelha”).

Os rumores e as expectativas para a sexta temporada

A HBO está deixando seu sinal aberto desde sexta-feira (22) nas principais operadoras de TV a cabo para todo mundo acompanhar a estreia da sexta temporada de Game of Thrones. O sinal aberto ficará disponível nas operadoras NET, SKY, GVT TV, Vivo TV, Claro HDTV e Oi TV.

As transformações dos personagens ao longo das temporadas

“Depois dos acontecimentos chocantes na conclusão da quinta temporada, incluindo o destino sangrento de Jon Snow pelas mãos dos revoltados da Patrulha da Noite, a quase-morte de Daenerys na arena de Mereen, e a humilhação de Cersei nas ruas de Porto Real, sobreviventes de todas as partes de Westeros e Essos se reúnem para seguir em frente, inexoravelmente, em direção aos seus destinos. Rostos familiares vão forjar novas alianças para melhorar suas chances estratégicas de sobrevivência, enquanto novos personagens surgirão para desafiar o balanço de poder no Leste, Oeste, Norte e Sul”, diz a descrição da sexta temporada.

Artigo | Sem precisar seguir os livros, série ficou ainda mais fascinante

Jornada das crianças Stark é uma das melhores da TV

Recentemente, os criadores de Game of Thrones afirmaram que a nova temporada “será a maior” da história da série. Além disso, o sexto ano incluirá “a maior cena de batalha já vista” na série – leia mais.

8 vezes que a série foi longe demais

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio