ATENÇÃO PARA SPOILERS DA SÉRIE A SEGUIR!

Após ter seu primeiro episódio vazado on-line, a série de terror Outcast transmitiu ontem (10) o seu segundo capítulo, que explorou o passado do protagonista Kyle e a possessão demoníaca de sua mãe, que nos tempos atuais segue em estado vegetativo.

No episódio de estreia de Outcast chegamos a ver um pequeno relance de Sarah, a matriarca em questão, mas esse segundo capítulo, “(I Remember) When She Loved Me” trouxe uma visão mais estendida da possessão da moça, e da forma como isso afetou Kyle.


Agora que sabe que o demônio ainda está a solta na pequena cidade de Rome, o protagonista não pode mais crer que ele ainda esteja dentro de sua mãe, causando o seu estado catatônico. Para isso, o Reverendo Anderson tem uma nova teoria: talvez o demônio tenha apenas levado consigo um pedaço de Sarah quando Kyle o expulsou do corpo da mãe.

Outcast | Autor diz que não se importa com as comparações com The Walking Dead

Em uma das subtramas da semana, vimos o Reverendo Anderson começando a reunir o seu “exército”, e alguns de seus recrutas parecem um pouco suspeitos. Uma velha mulher que parece avessa à Kyle é forte candidata a possessão demoníaca, assim como Patricia, que começou a desenvolver um romance com Anderson, e a quem o reverendo chama de “sedutora”.

Enquanto isso, a investigação do Chefe Giles com Mark Holter não encontrou nada muito definitivo nesse segundo episódio. Momentos intrigantes incluem um animal mutilado e um trailer abandonado, mas ainda não descobrimos se a investigação tem algo a ver com a jornada de Kyle ou não.

Por fim, esse episódio de Outcast nos introduziu ao vilão misterioso Sidney, interpretado pelo lendário Brent Spiner (Star Trek: A Nova Geração). Foram duas rápidas cenas em que não descobrimos tudo sobre ele, mas o ator parece disposto a se tornar a ameaça principal e mais temida de Outcast – considerando os talentos fartos de Spiner, essa é uma perspectiva animadora.

Outcast | “É mais assustador que The Walking Dead”, diz criador