Chefe da HBO defende cenas de violência nas séries da emissora

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O novo presidente de programação da HBO, Casey Bloys, comentou um tema espinhoso e constante nas séries da emissora durante seu painel no evento da TCA (Associação dos Críticos de TV dos EUA): a violência contra mulheres.

“Eu não gosto de pensar dessa forma”, disse o executivo quando perguntado se a HBO usa esse recurso como muleta em suas narrativas. “Posso te dizer que violência não é direcionada apenas para as mulheres. Não tem distinção de gênero. Muitos homens são mortos também [nas séries]”, defendeu.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Game of Thrones já foi muito criticada no passado por exibir cenas de estupro contra mulheres e o primeiro episódio da nova atração da casa, Westworld, também começa com uma personagem feminina sofrendo violência sexual. Um repórter chegou a questionar Bloys sobre essas queixas, deixando implícito que na HBO as representações de violência contra mulher estão se tornando “normais”.

O executivo reconhece que “as críticas são válidas e é algo que levamos em consideração”. Mas ele deixa claro que a violência “não é algo que queremos dar destaque ou tentamos destacar” nas séries.

Outra série “acusada” de explorar esse tipo de violência é a recém-lançada The Night Of”, especificamente numa cena que mostra o cadáver de uma mulher coberto de sangue. Com isso, mais um questionamento foi levantado no evento da TCA: se fosse uma vítima do sexo masculino, a emissora mostraria a mesma cena?

“Um dos produtores executivos é uma mulher, então elas não estão sem representação”, respondeu o chefe da HBO.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio