Liberdade Liberdade | Ricardo Pereira sobre cena de sexo gay em novela: “Foi emocionante”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Indo ao ar hoje (12) na novela Liberdade Liberdade, da Globo, a primeira cena de sexo gay da TV brasileira foi “emocionante” de se filmar, segundo o ator Ricardo Pereira. Em entrevista ao jornal O Globo, o ator descreveu a experiência.

“Acima de qualquer coisa, a cena reflete o amor entre esses personagens. O conflito pessoal deles ao decidir ceder a esse amor é visível. Na época, isso era considerado um crime, era sodomia, e a pena era a morte”, comentou. “Construímos um personagem que provoca, que cutuca as pessoas e as desafia a reagir, a aprovar ou não aprovar. Isso é importantíssimo!”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Caio Blat (André) e Ricardo Pereira (Tolentino) protagonizaram a cena, que levou duas horas para ser gravada, segundo informações da Rede Globo.

Liberdade, Liberdade conta capítulo da história do Brasil com pompa, mas pouca substância

Brokeback Mountain inspira a cena de Liberdade, Liberdade

A transa “urgente, bruta e tão ansiada” vai começar quando o coronel, um pouco embriagado, reclama sobre o modo como Rubião (Mateus Solano) o trata. Eles começam a falar sobre amizade e pinta um clima. André abraça Tolentino, que corresponde. Os dois se olham e André aproxima o rosto para um beijo. Tolentino vira o rosto, recusando a princípio, atormentado, mas acaba não resistindo. Tolentino tira a camisa. O coronel o empurra para a cama e André cai sentado. Os dois então começam a transar, encerra a sinopse oficial da tórrida sequência.

Os atores vão aparecer nus, ambos com os bumbuns de fora, e o beijo “é para valer”. Ricardo confessa que até chorou após ver a cena, “de tão linda que ela é”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio