Os produtores de Deuses Americanos (American Gods), especialmente o showrunner Bryan Fuller, endereçaram na convenção de críticos de TV hoje (01) a questão da diversidade racial dentro de sua série. O protagonista de Deuses Americanos, Ricky Whittle, é afro-americano.

“Para ser fiel ao livro, tínhamos que fazer o personagem desse jeito, e ele não é branco”, comentou Fuller. “Mas não foi um processo fácil para a emissora. Segundo o próprio Ricky, ele fez em torno de 16 testes para o papel até a emissora aceitá-lo”.

“O interessante é que muita gente fala de não pensar em cor ou etnia ao escalar personagens, mas nós fazemos exatamente isso, porque o livro é tão multi-cultural e não queremos colocar o ator errado no papel errado”, continuou. “Muitas vezes chegamos para Neil Gaiman com uma sugestão de ator e ele disse ‘oh, não, esse personagem é um deus indiano, ele não pode ser negro'”.


Veja o trailer da série aqui

Confira o primeiro pôster da série

American Gods gira em torno de Shadow Moon (Ricky Whittle, de The 100), ex-vigarista que agora serve como segurança e companheiro de viagem para o Sr. Wednesday (Ian McShane), um homem fraudulento – que na verdade é a encarnação do deus nórdico Odin – com uma missão: reunir forças para lutar contra os novos deuses.

Pablo Schreiber (Mad Sweeney), Gillian Anderson (Media), Jonathan Tucker (Low-Key Liesmith), Emily Browning (Laura Moon), Omid Abtahi (Salim), Crispin Glover (Mr. World), Orlando Jones (Mr. Nancy), Demore Barnes (Mr. Ibis) e Dane Cook (Robbie) completam o elenco.

Bryan Fuller (Hannibal, Pushing Daisies) e Michael Green (Lanterna Verde, Heroes) são os responsáveis pela série, que conta com produção executiva de Neil Gaiman. Os Deuses Americanos devem invadir à TV americana em 2017.