Os habitantes da Coreia do Norte já usam uma versão própria da internet, “separada” do tráfego on-line do resto do mundo e consistindo apenas de mais ou menos 5.000 websites – agora, o governo totalitário de Kim Jong-Un criou uma versão norte-coreana do Netflix, batizada de Manbang (em coreano, “todo lugar”).

Operation Chromite | Liam Neeson no trailer do filme que vai enfurecer a Coreia do Norte

O serviço será largamente dedicado à “documentários sobre a liderança política”, conforme definido pela rede de notícias estatal NK News, além de vídeos educativos que várias administradoras de orfanatos e professoras pediram para serem disponibilizados. “As crianças gostam de assistir as coisas repetidas vezes, e agora ficou mais fácil”, disse uma delas à NK News.


A interface do serviço, “copiada” do Netflix, ainda é bem crua, mas o Manbang oferece acesso remoto via internet a cinco emissoras de televisão, entre elas a KCTV.