O presidente da Showtime, David Nevins, garantiu que a minissérie Purity, que deve ser estrelada por Daniel Craig, não impediria o ator de voltar a ser James Bond caso ele estivesse interessado.

“Depende de quando eles quiserem fazer o próximo Bond. Eu não acho que a série o exclui”, comentou Nevins durante a convenção de críticos de TV americanos. “Nossa produção será quase o ano todo de 2017, com alguns intervalos no meio. Se eles puderem esperar, claro que ele pode voltar a fazer o papel”.

Daniel Craig recusa oferta absurda para voltar a fazer Bond


Em Purity, Craig interpretará um carismático provocador alemão chamado Andreas Wolf, dono de uma empresa que “trafica segredos” pelo mundo inteiro. É lá que uma jovem garota americana vai trabalhar para tentar descobrir mais sobre sua identidade, que é um mistério para si mesma.

Penny Dreadful | Chefe da Showtime explica final-surpresa da série

Purity será baseada em um livro de mesmo nome de Jonatha Franzen (The Corrections), que inclui vários outros personagens de diferentes épocas e locais da humanidade, incluindo a selva boliviana, a Berlim dividida pelo muro e um bairro de periferia de Nova York.

Todd Field, diretor de Entre Quatro Paredes e Pecados Íntimos, vai assinar todos os 20 episódios da minissérie, além de co-escrever com o autor Franzen e o roteirista David Hare (As Horas, O Leitor). A prestigiada minissérie ainda não tem data de estreia definida.

Twin Peaks | Anúncio de elenco completo revela mais astros que estarão na série