Ronald D. Moore conversou com a Radio Times sobre sua expectativa para a vindoura Star Trek: Discovery, dando dicas para o atual showrunner, Bryan Fuller.

Moore é um dos principais nomes responsáveis pelos roteiros de Star Trek: A Nova Geração (1987-1993), Star Trek: Deep Space Nine (1993-1999) e Star Trek: Voyager (1995-2001), três das principais séries da franquia.

“Tenho certeza que vai ser moderna e excitante. Eu conheço Bryan e nós já trabalhamos juntos”, comentou. “Ele vai abordar essa série em um mundo tão diferente do que o que eu encontrei. Nos últimos anos passamos por revoluções na TV e o tipo de produção feita hoje é muito diferente. Conhecendo Bryan, eu sei que ele vai querer abraçar essa oportunidade e retirar tudo o que ele puder dela”.


“Eu adoro os filmes novos, admiro muito o que J.J. Abrams fez com eles, mas a casa e o coração dessa franquia é na TV. Estou feliz que ela está de volta”, comentou ainda, ecoando comentários parecidos de Simon Pegg, roteirista de Star Trek: Sem Fronteiras.

Star Trek: Discovery se passará 10 anos antes da missão do Capitão Kirk, funcionando portanto como um prelúdio da série original.

Nova série terá protagonista feminina e personagem gay

O reboot de Star Trek na TV introduzirá novos personagens, mas que continuarão procurando novos mundos e novas civilizações, enquanto vai explorar temas contemporâneos, seguindo a mesma linha da série original dos anos 60. O novo seriado será o primeiro de Star Trek a entrar em produção desde o final de Enterprise, em 2005.

Veja a primeira imagem da Enterprise da nova série

Star Trek: Discovery irá ao ar primeiro pelo canal americano CBS. Os próximos episódios depois serão exibidos no serviço de streaming da emissora, o CBS All Access, e também pela Netflix.

Veja primeiro teaser da série de TV

Em 1º de setembro, será lançado o terceiro filme da nova trilogia, Star Trek: Sem Fronteiras. O quarto filme deve chegar aos cinemas em 2019.