Westworld | Criador explica por que tiros não matam os humanos no parque

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nós sabemos que Westworld se passa em um futuro distante, mas segundo o criador Jonathan Nolan, a tecnologia que permite que os frequentadores humanos não sejam mortos pelas mesmas balas que acabam com os androides é muito real mesmo hoje em dia.

“É uma questão da velocidade da bala”, comentou Nolan em entrevista ao Rotten Tomatoes. “Conversamos muito sobre isso, porque no filme original os humanos não podiam atirar em outros humanos, mas dessa vez queríamos que fosse um pouco mais perigoso. Logo, a velocidade da bala não penetra a pele, mas há um pequeno impacto. O exército americano treina com balas com esse tipo de tecnologia hoje em dia, não é uma invenção nossa”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Crítica | Westworld faz estreia promissora com muito sangue e mistérios

O que é Westworld? Um guia rápido para entender a série

Androides, caubóis e Rodrigo Santoro; conheça os personagens

Westworld, baseada no filme homônimo de 1973, se passa em um parque temático que recria diversos períodos da história, entre eles o Velho Oeste. No local, trabalham diversos androides com aparência humana. Certo dia, os robôs – que podem ser mortos e retornar com personalidades totalmente diferentes – começam a sofrer uma pane e passam a servir como ameaça aos turistas.

Anthony Hopkins, Miranda Otto, Ed Harris, Evan Rachel Wood, Thandie Newton, Tessa Thompson e o brasileiro Rodrigo Santoro formam o elenco estelar de Westworld.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio